Início

Produção editorial

Deixe um comentário

Clique para baixar o arquivo ELEMENTOS BÁSICOS_por Ulysses rodrigues

O conteúdo foi visto na disciplina de Prática de Reportagem.

Três gerações do Jornalismo na Internet

Deixe um comentário

Baixe o arquivo ‘jornalismo e internet’ produzido pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e estude, entre outros aspectos, as três fases do Jornalismo na Internet.

Empacotamento de notícia

Deixe um comentário

“empacotamento” da notícia

A edição no jornalismo online apresenta diferenças com relação aos veículos tradicionais? A resposta, obviamente, é positiva; não no que diz respeito à essência do conceito, mas no fato de se trabalhar com uma lógica não linear e no tempo em que o fechamento das informações vai sendo processado.

Na internet, trabalha-se com uma lógica hipermídia, ou seja, com métodos de transmissão de informações baseadas em computadores, incluindo texto, imagens, vídeo, animação e som. No jornalismo online, utiliza-se a técnica não-linear de edição de texto, que é montado em rede, de forma a que cada nó ou link permita a bifurcação da leitura. No hipertexto, os conceitos tradicionais de começo, meio e fim, definidores do texto, são superados.

Pollyana Ferrari, em seu livro Jornalismo digital (2003), registra que, no caso das redações online, trabalha-se comumente com o “empacotamento” da notícia. Empacotar significa receber um material produzido, na maioria das vezes, por uma agência de notícias conveniada, e mudar o título, a abertura, transformar alguns parágrafos em outra matéria para ser usada como link correlato e adicionar foto ou vídeo.

Parecido com um show

As funções do editor se misturam com a de “empacotador”, que acaba tendo uma função de codificador, capaz de traduzir uma matéria para uma linguagem aceita na Web. É uma espécie de ressurgimento da função de copydesk nos jornais impressos, que tinham a tarefa de tornar mais claro e elegante o texto do repórter antes que chegar às mãos do editor.

Mas, o jornalismo digital, segundo destaca a autora, não pode ser definido apenas como o trabalho de produzir ou colocar reportagens na internet. É preciso pensar na enquete (pesquisa de opinião com o leitor); no tema do chat (bate-papo digital); nos vídeos e áudios; e reunir o maior número possível de assuntos e serviços correlatos à reportagem. E a edição ou fechamento no jornalismo digital nunca acaba: trata-se do chamado “fechamento contínuo”.

“Contextualizar a informação e saber criar hierarquias de importância para a notícia – sempre da mais para a menos importante – são as peças fundamentais desse quebra-cabeça digital”, destaca a autora. Somam-se a isso ter a noção do conceito de instantaneidade e boa bagagem histórica.

Para os jornalistas que atuam no webjornalismo, ela ressalta que: é preciso ter familiaridade com o computador, com software de tratamento de imagem, instant messengers e ser um heavy-user (usuário assíduo ou freqüente de determinado site ou programa).

Nos portais, o formato do texto segue os padrões e estilos da mídia impressa e as ofertas de vídeos, áudios e animações vêm da linguagem televisiva, seja no oferecimento das notícias ao longo do dia, seja no formato, muito parecido com o show da TV.

Exercício:
Escolha um tema abordado por três sites/agências de notícia. Leia-os e, em seguida, escreva uma nova matéria de 20 linhas (padrão web – sem nariz de cera, parágrafos curtos, alinhados à esquerda).
Nesse novo texto, mude o título, a abordagem, e publique em sua categoria, com duas fotos legendadas + um vídeo do youtube.

Detalhe: Para questões de correção coloque, ao final do post, os links que você usou para fazer sua notícia
Exemplo:
Fonte: G1 Minas , O Dia e Estadão

Tema 1

Mulher de Victor, da dupla Victor & Leo, presta queixa de agressão contra o cantor em Minas

Segundo a polícia, Poliana Chaves, de 29 anos, que está grávida do cantor, foi jogada ao chão e agredida com chutes. Assessoria de Victor disse que ele está em viagem e não conseguiu contato com o cantor.

Segundo a ocorrência, Poliana, que está grávida, afirmou ter sido jogada ao chão por Victor e ter recebido vários chutes dele. A briga, de acordo com as informações da polícia, começou por motivos fúteis. Os dois moram no bairro Luxemburgo, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Mulher de Victor acusa o marido de agressão (Foto: Diego Toledano/G1/Arquivo)

Ela teria sido impedida por um segurança e pela irmã do cantor de sair do local após as agressões.

Ainda segundo a polícia, ela só conseguiu deixar o prédio após uma vizinha ouvir a briga e chamar o elevador para Poliana. Depois de ter saído do prédio, ela disse estar sendo ameaçada pela família do marido.

Poliana prestou queixa na Delegacia Seccional Sul e depois foi encaminhada para a Delegacia de Mulheres da capital. Lá, segundo a Polícia Civil, ela desistiu de prestar depoimento e não fez o exame de corpo de delito. Porém, a investigação continua, de acordo com a corporação.

Procurada, a assessoria do cantor disse que ele está em viagem de férias e que não conseguiu contatá-lo. Victor ainda não se manifestou sobre o caso.

Victor e Leo participam da segunda temporada do programa ‘The Voice Kids’. Os dois formam um time de técnicos na atração. Ivete Sangalo e Carlinhos Brown são os outros dois técnicos.

Mulher de Victor Chaves (à esq), da dupla sertaneja Victor & Léo, disse à polícia que foi agredida pelo marido em BH (Foto: Isabella Pinheiro/Gshow)

Fonte: G1 Minas

Sertanejo Victor é acusado de agressão pela mulher grávida

 Poliana Bagatini acusa cantor de a agredir com chutes durante discussão

24/02/2017 17:13:35 – Atualizada às 24/02/2017 17:35:39

Clarissa Sardenberg

Belo Horizonte –Poliana Bagatini, 29 anos, mulher do cantor sertanejo Vitor Chaves, da dupla Victor e Leo, registrou queixa contra o marido por agressão. Poliana, que está grávida, acusa Victor de agredi-la com chutes durante uma discussão.

Poliana Bagatini registrou boletim de ocorrência por volta do meio dia desta sexta-feira e foi encaminhada para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), de acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais. A investigação está em andamento.

Vitor e PolianaReprodução Instragram

O registro de ocorrência foi feito na delegacia da regional sul. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, após ser levada para a especializada, na Avenida Augusto de Lima, Poliana não quis aguardar atendimento e não foi ouvida na unidade. Como ela não recebeu a guia para fazer exame de corpo de delito, não foi pedida medida protetiva à vítima.

A agressão teria ocorrido no bairro Luxemburgo, onde o casal tem um apartamento. Poliana contou à polícia que o cantor a agrediu com chutes durante uma discussão. Segundo o boletim de ocorrência, Poliana conseguiu sair de casa com a ajuda de uma vizinha que ouviu a briga.

Atualmente, o sertanejo Victor é jurado do programa “The Voice Kids”. Ele e Poliana têm uma filha de 1 ano. O casal anunciou a segunda gravidez em janeiro.

Procurada, a assessoria do cantor não se pronunciou

Fonte: O Dia

Grávida, mulher de Victor, da dupla com Léo, registra ocorrência contra o marido por agressão

Poliana Bagatini afirma que o cantor a derrubou no chão e a chutou diversas vezes

Victor Chaves na primeira edição do 'The Voice Kids'

Victor Chaves na primeira edição do ‘The Voice Kids’ Foto: Globo/João Cotta

Poliana Bagatini, mulher de Victor Chaves, da dupla sertanjea com Léo, registou um boletim de ocorrência contra o marido na tarde desta sexta-feira, 24. A assessoria de imprensa da Polícia Civil de Minas Gerais informa que Poliana afirma ter sido derrubada no chão e chutada diversas vezes.

Ela está grávida e foi encaminhada ao plantão da Delegacia de Mulheres de Belo Horizonte, mas preferiu não aguardar para fazer exame de corpo de delito. Ainda segundo a assessoria, Poliana relata ter sido impedida de deixar o local da agressão por um segurança e pela irmã do cantor. Um vizinho teria ouvido a confusão e a ajudado.

Poliana, Victor e testemunhas devem ser chamados para depor nos próximos dias. O casal já tem uma filha, de um ano, e anunciou a segunda gravidez no início deste ano.

O E+ tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa do cantor por diversos canais, mas não obteve resposta at

Fonte: Estadão

 

Tema 2

EXEMPLO 2

Facebook coloca seis na lista de bilionários da Forbes

NOVA YORK (Reuters) – O Facebook não só tornou conhecidos os nomes de seus fundadores graças ao filme “A Rede Social” como criou a mais nova safra das pessoas mais ricas do mundo.

Seis dos fundadores e investidores da muito procurada companhia de Internet entraram para a lista anual de bilionários compilada pela revista Forbes e quatro desses nomes chegaram pela primeira vez ao ranking.

Eles se unem a uma lista de outras pessoas que enriqueceram como resultado da mais recente corrida do ouro da Internet, o que destaca até que ponto um setor dado por morto na virada do milênio se recuperou.

Mark Zuckerberg, co-fundador do Facebook, ocupa a 52a posição, com patrimônio líquido estimado em 13,5 bilhões de dólares, ante o 212o posto e 4 bilhões de dólares em 2010.

Os co-fundadores do site Dustin Moskovitz, o mais jovem bilionário na lista da Forbes, aos 26 anos; e Eduardo Saverin; e os investidores Sean Parker e o russo Yuri Milner são novos na lista. Completando os “seis do Facebook” na lista da Forbes está o investidor Peter Thiel, que caiu do 828o para o 833o posto ainda que seu patrimônio tenha subido de 1,2 bilhão para 1,5 bilhão de dólares.

Criado em um alojamento da Universidade Harvard em 2004, o Facebook começou como lista de contato online para universitários e se tornou a maior rede social do planeta, ultrapassando rapidamente o predecessor Friendster e dominando o concorrente MySpace, da News Corp, em termos de popularidade.

O Facebook conta com cerca de 600 milhões de usuários e representa ameaça a negócios de Internet mais estabelecidos, tais como o Google e o Yahoo, na disputa por usuários e verbas publicitárias.

A empresa de capital fechado instalada no Vale do Silício recentemente concluiu uma rodada de capitalização de 1,5 bilhão de dólares comandada pelo Goldman Sachs e pelo grupo russo de Milner, a Digital Sky Technologies, e seu valor de mercado subiu a 50 bilhões de dólares, o que causou uma corrida entre os investidores.

Outros nomes conhecidos dos setores de tecnologia, mídia e Internet constam da lista da Forbes. Sergey Brin e Larry Page, fundadores do Google, ocupam juntos a 24a posição na lista, mantendo colocação do ano passado, ainda que o patrimônio de cada um tenha crescido de 17,5 bilhões para 19,8 bilhões de dólares.

Fonte: Agência Reuters
====================================================

Amigo de Zuckerberg é o mais jovem bilionário

SÃO PAULO – O posto de mais jovem bilionário do mundo não pertence mais a Mark Zuckerberg.

Se na história da empresa o fundador do Facebook trapaceou para ficar com os méritos da rede social, seu co-fundador, o americano Dustin Moskovitz, agora toma o lugar de Zuckerberg como o bilionário mais jovem na tradicional lista da Forbes, divulgada nesta quarta-feira (9/3).

Moskovitz, de 26 anos, é apenas oito dias mais novo do que o ex-colega de faculdade. A fortuna do empresário é avaliada em 1,4 bilhão de dólares.

No entanto, o presidente do Facebook ainda tem mais dinheiro na conta. A fortuna de Zuckerberg aumentou 238% para 13,5 bilhões de dólares no ano passado – um salto da 212ª para a 56ª posição do ranking.

Além dos dois, há mais três bilionários na lista vindos do Facebook: o co-fundador brasileiro Eduardo Saverin, o primeiro presidente da empresa Sean Parker (interpretado por Justin Timberlake em A rede social) e o investidor russo Yuri Milner.

A lista da Forbes é encabeçada, novamente, pelo mexicano Carlos Slim, com 74 bilhões de dólares. Segundo a publicação, este ano registrou número recorde de bilionários no mundo: 1.210 contra o recorde anterior de 1.125, em 2008. Entre os 214 novos bilionários presentes na lista em 2011, 54 são chineses e 31 russos.

Fonte: InfoAbril.com

==================================================

Facebook reúne seis bilionários, segundo lista da Forbes

O nome do Facebook é indiscutivelmente Mark Zuckerberg, o Marquinho para os íntimos. O jovem de 26 anos é conhecido e invejado, entre outras coisas, por ser o homem do ano de 2010, eleito pela revista “TIME”. Mas um título ele perdeu, e dificilmente vai poder reivindicar: Mark não é mais o bilionário mais jovem do mundo (coitado!).  Ele perdeu o posto para seu companheiro de trabalho e sócio, Dustin Moskovitz, que nasceu oito dias antes.

A pouca diferença de idade não é proporcional à conta bancária. De acordo com a lista dos mais ricos do mundo, divulgada pela Forbes nesta quarta-feira (9), Mark possui US$ 13,5 bilhões. Dustin tem que se contentar com “apenas” US$ 2,7 bilhões.

Além dos dois “meninos”, o Facebook reúne mais quatro bilionários. São eles o cofundador brasileiro, Eduardo Saverin, com uma fortuna estimada em US$ 1,6 bilhão, o investidor Sean Parker (personagem interpretador por Justin Timberlake no filme “A Rede Social”), com US$ 1,6 bilhão. O Facebook concentra também investidores Yuri Milner e Peter Thiel, que dispersam suas riquezas em diversos empreendimentos além da rede social.

Aportes milionários fizeram o valor do Facebook inflar para US$ 52 bilhões no começo deste ano e de quebra aumentaram também a poupança de seus fundadores. Para se ter uma ideia, Mark Zuckerberg era o 212º mais rico do mundo em 2010, com US$ 4 bilhões. Um ano depois e ele ocupa, segundo a “Forbes”, o 52º lugar. E a tendência é só aumentar.

Fonte:  www.uoltecnologia.com.br

Facebook emplaca seis na lista de bilionários da ‘Forbes’

Publicada em 10/03/2011 às 09h58m

Reuters

    • R1
    • R2
    • R3
    • R4
    • R5
    • Média: 4,7

//

Share7

// <![CDATA[
function modificarUrlShareit()
{
var forms = window.document.getElementsByTagName(“form”);
var form;
for(x=0;x

<!–http://www.facebook.com/plugins/like.php?href=http%3A%2F%2Foglobo.globo.com%2Fpais%2Fmat%2F2011%2F02%2F10%2Fgoverno-encaminha-ao-congresso-projeto-do-salario-minimo-923767053.asp&layout=standard&show_faces=false&width=610&action=recommend&font=trebuchet+ms&colorscheme=light&height=35&locale=pt_BR–> Co-fundador Mark Zuckerberg, com fortuna estimada em US$ 13,5 bilhões, estpá na 52 posição da lista da Forbes / AFPSÃO FRANCISCO – Seis fundadores e investidores por trás da rede social Facebook foram relacionados na mais recente lista de pessoas mais ricas do mundo, elaborada anualmente pela revista “Forbes”, publicada na quarta-feira. Quatro deles são novos na lista.

Eles se juntam aos outros bilionários que emergiram na mais nova corrida do ouro da internet, deixando claro o que representa o ressurgimento do setor, tido como morto na virada do milênio após a bolha das ponto-com.

O cofundador, presidente-executivo e face pública do Facebook, Mark Zuckerberg, saltou da 212ª posição no ano passado para o 52º lugar na lista deste ano. Sua fortuna estimada cresceu de US$ 4 bilhões para US$ 13,5 bilhões no período.

Os também cofundadores Dustin Moskovitz – que, aos 26 anos, é o mais jovem bilionário na lista da “Forbes” – e o brasileiro Eduardo Saverin, e os investidores Sean Parker e o russo Yuri Milner são novos no ranking. O sexto Facebookiano da lista é o investidor Peter Thiel, que caiu de posição em relação ao ano passado, da 828ª para a 833ª, apesar de sua fortuna ter aumentado de US$ 1,2 bilhão para US$ 1,5 bilhão.

Criado em um dormitório da Universidade Harvard em 2004, o Facebook saiu do posto de diretório on-line universitários para tornar-se a rede social número 1 no mundo, rapidamente superando seu antecessor Friendster e derrotando em popularidade o rival MySpace, da News Corp.

Leia mais: Eike Batista aumenta patrimônio em US$ 3 bi e mantém oitava posição na lista dos mais ricos do mundoEm janeiro, o Facebook disse que havia arrecadado US$ 1,5 bilhão de investidores, incluindo Goldman Sachs e Sky Digital Technologies, através de uma oferta privada para investidores estrangeiros realizada pelo banco de Wall Street. O negócio estimou o valor de mercado da companhia em cerca de US$ 50 bilhões na época. Recentemente, um relatório estimava que o Facebook valesse US$ 65 bilhões.

Outros nomes conhecidos da área de tecnologia, mídia e da internet aparecem na lista da “Forbes”. Os fundadores do Google Sergey Brin e Larry Page, mantiveram-se ambos na 24ª posição do ranking, apesar de sua fortuna ter aumentado de US$ 17,5 bilhões para US$ 19,8 bilhões.

Na China, Robin Li, o homem por trás da popular ferramenta de busca Baidu, é listado com uma fortuna estimada em US$ 9,4 bilhões. Jack Ma, fundador do Alibaba.com – site chinês semelhante ao eBay para operações de empresas – possui US$ 1,6 bilhão.

O presidente executivo da Digital Sky Technologies, o russo Yuri Milner, foi capa da “Forbes” com a lista de bilionários. Sua empresa possui participações nas principais empresas-sensação da internet, incluindo a criado de jogos sociais Zynga e o site de compras coletivas Groupon.A

Do papel à convergência

Deixe um comentário

O professor de jornalismo digital Renato H. S. Moreira aborda a importância das universidades acompanharem as novas tecnologias

Por Renato H. S. Moreira (*)

É no mínimo interessante perceber como os profissionais de jornalismo, tal qual professores e estudantes da área, demoraram a entender o fato de que a Internet abriu novas fronteiras para os atuais e futuros coleguinhas, no que diz respeito ao mercado de trabalho. Sim, o webjornalismo está aí, consolidado, gerando empregos, crescendo e buscando profissionais bem qualificados para a função.

Entretanto, o que se vê – seja nas empresas de comunicação, seja nas instituições de ensino superior – é uma falta de percepção dos profissionais e alunos sobre as novas perspectivas que a Internet traz para o jornalismo, a saber: interatividade, multimidialidade, hipertextualidade, tempo real e a convergência. A linearidade de pensamento aliada à cultura do papel e, em alguns casos, à preguiça mesmo, nos mostra exemplos os mais diversos de publicações on-line com “cara” de jornal impresso.

Enquanto ainda se teima em produzir para a web tal como para o impresso, a tecnologia vai avançando a passo largos, deixando muita gente para trás. Quando chegarem a “descobrir” que o “empacotamento” da notícia jornalística na Internet tem características próprias (e muito melhores que os meios de comunicação de massa tradicionais), já teremos outro modelo tecnológico em nossos calcanhares, exigindo novas formas de escrita e edição no exercício do jornalismo. A utilização dos equipamentos móveis (PDAs e celulares) no ciberespaço é um exemplo disso. Cresce de forma exponencial, o que nos leva a um outro formato de notícias, cujo mercado terá ainda mais dificuldades para encontrar profissionais capacitados.

O que dizer então do processo de convergência de mídias? E não falo aqui simplesmente da fusão de redações de veículos diferentes – tal como a realizada, por exemplo, no Espírito Santo, pela rádio CBN com o portal Gazeta On-line -, mas sim de um processo em que as grandes redes não mais pensarão a produção de notícias a partir de pautas separadas em veículos distintos. Falo, sim, de uma produção jornalística em que as pautas sejam as mesmas em uma rede, porém, “empacotadas” e aproveitadas em todas as suas mídias, de acordo com as características de cada uma, sem a mera transposição de conteúdo.

Isso não está longe de acontecer, ao contrário do que muitos possam pensar. E aí, fico a pensar se a academia, bem como os profissionais que já atuam no mercado, estão preparados para acompanhar esse processo quando mal começamos a dar os primeiros passos naquilo que Pollyana Ferrari chama de “pensar as matérias em três dimensões”. Ou seja, aproveitar todas as potencialidades oferecidas pela web dentro do texto jornalístico. Pelo cenário que ora se apresenta, o mais provável é que as instituições de ensino superior fiquem a reboque. Mas não somente pelo fato de alunos e professores ainda se agarrarem à cultura do texto para o papel. Há que se considerar também que essa adequação ao processo de convergência requer infra-estrutura, que, por sua vez, tem um custo. E quando se fala em custos para qualquer instituição de ensino superior – seja ela pública ou privada – as coisas tendem a se arrastar ainda mais. Mas esta é uma outra questão, merecedora de outro artigo.

Por agora, o que me interessa é refletir sobre a necessidade de nós, profissionais de jornalismo, entendermos que estamos diante de uma nova mídia, com peculiaridades próprias e que, como tal, requer uma utilização diferenciada. Como bem diz Marcos Palácios, em seu livro Modelos de Jornalismo Digital – organizado juntamente com Elias Machado -, pela primeira vez nós, jornalistas, estamos diante de um fato, no exercício da profissão, nunca antes visto: o jornalismo na web rompeu as limitações de tempo e espaço das quais sempre fomos “escravos”. Então, por que não aproveitar isso? Por que ainda vemos muito mais fotos nas versões impressas do que nas versões on-line da grande maioria das publicações jornalísticas? Isso sem falar no baixíssimo índice de utilização de podcasts, vídeos, enquetes, posts, fóruns, dentre outras ferramentas que somente a Internet pode oferecer.

A responsabilidade do ensino do jornalismo on-line nos cursos de Comunicação Social torna-se gigantesca nesse contexto. É preciso que os professores transcendam suas “cabeças de papel” para poderem mostrar a seus alunos as novas perspectivas e possibilidades trazidas – e porque não dizer, exigidas – pela Internet. Mas, paradoxalmente, isso requer algum tempo, tempo esse que a tecnologia não nos dá, ainda que nossa tão arraigada cultura linear assim o requeira, para que seja devidamente superada.

*Renato H. S. Moreira é professor de Jornalismo Digital da Faculdade Estácio de Sá do Espírito Santo.

Fonte: www.jornalistasdaweb.com.br

MercadoPago Lança Ferramenta para Cobrar e Vender pelas Redes Sociais

Deixe um comentário


Escrito em 03 março 2011 por Diogo Bedran

O MercadoPago, plataforma de pagamentos online do Mercado Livre, anuncia o lançamento do seu novo portal com o objetivo de facilitar a navegação e destacar as novas ferramentas que permitem pagar e realizar cobranças por meio das redes sociais, como Orkut, Facebook e Twitter.

O novo portal foi criado para suprir a demanda crescente de empreendedores que estão lançando suas lojas virtuais e buscam serviços de uma plataforma de pagamentos online eficiente e segura. “O novo site permite ao cliente encontrar já na página inicial todas as ferramentas fundamentais para que seu negócio seja muito competitivo”, explica Marcelo Coelho, Diretor do MercadoPago no Brasil.

Uma novidade é a possibilidade de serem inseridos botões de pagamentos nas redes sociais. Este serviço permite ao usuário criar – de forma fácil, rápida e segura – um botão de compra personalizado para Orkut, Facebook e Twitter com informações sobre o produto ou serviço que pretende vender, como preço, características e custo de envio. Ao clicar no link, o comprador é direcionado ao site do MercadoPago para finalizar o processo de pagamento do artigo anunciado nas redes sociais. “Esta ferramenta permite aos vendedores, através do social shopping, explorarem a sua rede de contatos virtuais para aumentar o tráfego na sua loja online e agilizar o fluxo de pagamento em um único clique”, afirma Marcelo Coelho.

Outra funcionalidade da ferramenta é a possibilidade de enviar cobranças de valores pelas redes sociais. Criando um botão personalizado e seguro, o usuário pode convocar os amigos na rede para arrecadar recursos e promover um churrasco, uma festa, uma viagem ou mesmo reunir dinheiro para comprar um presente de aniversário a um amigo em comum.

O MercadoPago oferece ao comprador a opção de parcelar suas compras em até 18 vezes no cartão de crédito, com processamento 100% online e operação segura em um único clique através da ferramenta Pagamento Expresso.

fonte: http://readwriteweb.com.br/

Código HTML e fotos

Deixe um comentário

Clique aqui para download do código HTML  – Página Elias

Página pronta, clique na imagem para ampliar:

Foto1:

Foto2 – complemento

Foto2:

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

CÓDIGO PARA FAZER A PÁGINA “fotoelias.html”

<HTML>

<HEAD>

<TITLE> Preso por não pagar pensão, ex-jogador Zé Elias é solto em SP </TITLE>

</HEAD>

<BODY>

<table  border=”0” bordercolor=”gray”   width=”80%”>

<tr>

<td>

<img src=”folha.jpg” align=”left”>

</tr>

</td>

<tr>

<td>

<img src=”elias.jpeg”>

</td>

</tr>

</table>

</BODY>

</HTML>

imagens

Pelo Twitter, mendigo de Nova York reencontra filha depois de 11 anos

Deixe um comentário

Do G1, em São Paulo, com informações da EFE

Por meio de projeto que o colocou no Twitter, Daniel Morales reencontrou filha (Foto: Reprodução)Por meio de projeto que o colocou no Twitter, Daniel
Morales reencontrou filha

O mendigo porto-riquenho Daniel Morales, de 58 anos, reencontrou na sexta-feira (25) sua filha após 11 anos sem contato. Morales faz parte de um projeto em que quatro mendigos de Nova York receberam um celular para publicar o seu dia a dia no Twitter. E foi pelo microblog que ele encontrou a sua filha.

Na quarta-feira passada, Morales escreveu: “Olá, estou procurando minha filha, seu nome é Sarah M. Rivera”. O mendigo postou também seu número de telefone e uma foto da jovem com 16 anos. Um internauta mostrou a mensagem à Rivera, que hoje tem 27 anos e vive no Brooklyn.

Após conversar com a filha, Morales recebeu telefonemas de outros familiares, que lhe informaram que ele já é bisavô. “Mais uma vez agradeço por terem me ajudado a conseguir falar com minha filha. Que Deus os abençoe hoje e sempre”, publicou Morales no Twitter.

No reencontro na sexta-feira (25), Morales disse que vai manter a filha e seus netos para sempre perto dele. Sarah, que vive em um abrigo com seus dois filhos, contou que também procurava pelo pai há anos. “Eu pretendo mantê-lo em minha vida agora”, disse.

Além dele, outros três mendigos de Nova York compartilham suas rotinas por meio do microblog. Cada um dos quatro participantes do projeto “Underheard in New York”, lançado por três estudantes que trabalham em uma agência de publicidade, conseguiu uma média de três mil seguidores no Twitter.

Reencontro entre Morales e Sarah foi registrado pela imprensa americana (Foto: Reprodução/CBS)Reencontro entre Sarah e Morales foi registrado pela imprensa americana (Foto: Reprodução)
Fonte: G1