Dustin Moskovitz, um dos fundadores da rede social Facebook, anunciou que vai deixar a empresa para fundar sua própria companhia. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (3) à equipe do site por seu executivo-chefe e também fundador, Mark Zuckerberg.

Moskovitz está na rede social desde o começo, quando o site era uma página restrita a alunos da Universidade Harvard. Ele ajudou Zuckerberg a fundar a empresa quando os dois ainda eram alunos da universidade. Atualmente, Moskovitz trabalhava com a parte técnica do portal, com ferramentas internas e estratégia.

O executivo leva com ele o engenheiro Justin Rosenstein, que trabalha no Facebook desde 2007, depois de uma passagem pelo Google. Os dois vão fundar uma empresa que vai desenvolver sistemas de computação voltados para a produtividade nas empresas.

O Facebook se tornou neste ano a rede social mais acessada do mundo, ultrapassando o MySpace, da NewsCorp. Zuckerberg, seu principal fundador, é o mais jovem magnata do mundo, com uma fortuna avaliada em US$ 1,5 bilhão.

Em 2004, Zuckerberg fundou o Facebook junto com vários colegas em um computador instalado no dormitório da Universidade Harvard. O objetivo era socializar com os outros alunos, e em duas semanas, dois terços dos estudantes de Harvard haviam aderido ao novo site.

O Facebook logo se espalhou para outras instituições de ensino norte-americanas: a Universidade de Boston, o MIT, Stanford, Columbia, Yale, Princeton, até conquistar boa parte da rede universitária dos Estados Unidos.

Anúncios