Início

Pauta: “MAZINHO” O PIONEIRO DE ALUGUEL DE PATINS DO CALÇADÃO DA BEIRA MAR

Deixe um comentário

A esquerda, o pioneiro em aluguel de patins "Mazinho"

 

No cartão postal de fortaleza, está localizado o mais antigo e conhecido pelos mais experientes locador de patins, Edmar Dantas, 41. Chamado por “Mazinho” o pioneiro aluga seus patins a mais de três anos no calçadão da Beira Mar e além do aluguel tem uma fabrica de chocolate aqui em Fortaleza. O Brasiliense muito brincalhão conta que iniciou com apenas um patins, ao ver que tinha dado certo seu negocio foi aumentando a quantidade de patins de acordo com o grau de aluguel. Hoje com 60 pares de patins,assegura que aluga em média de 30 á 50 pares por dia, nas noites de fins de semana e principalmente em época de férias. Mazinho é procurado principalmente pelos inexperientes, ao alugar para alguém ele mesmo instrui com uma técnica que é “tiro e queda”, todos que passam por ele sempre retornam. Segundo ele os praticantes são de todas as idades, vai da criança ao idoso. “Hoje mesmo, eu dei aula para um casal de 74 anos”, afirma ele, que tem uma válvula de escape para a doença que exige dele hemodiálise semanalmente.
Raphaella Castellano é de São Paulo e está passando férias em Fortaleza, ela está andando pela primeira vez de patins e conta que se sente um pouco descoordenada.       “Estou me sentindo um pouco descoordenada, mais com esse senário maravilhoso agente vai de pouquinho em pouquinho e fica legal, aluguei com o carinha da banca ali e ele foi me dando umas aulinhas, faz assim e assim e eu fui pegando”, afirma ela. Raphaella ainda conta que para aprender o chão colabora mais seu maior problema está no equilíbrio, mais dá para andar, “nada profissional, mais dá pra sair andando” diz ela muito sorridente.
Mazinho não para um minuto, muitas pessoas o procuram. Com seu jeito brincalhão com todos, ele afirma que uma pessoa que anda de patins pode perder em torno de 300 á 700 calorias por dia. Há quatro tipos de patinação, o artístico, street, slolom e de velocidade.
Mayara Cavalcante, 21, iniciou á uma semana e já quebrou o braço, mais isso não á fez desistir. “Tenho isso como filosofia de vida, se eu cair tenho que me levantar e tentar de novo” , declara ela.  Assim como RaphaellaCastellano e Mayara, Mazinho ensina também Marcos Paulo de apenas três anos de idade, com a ajuda da mãe, Marcos Paulo vai andando devagarzinho e por se sentir seguro com a mãe vai sem nenhum medo.
Mazinho conta que muitos que aprendem com ele saem satisfeito, “Todos que saem daqui me aplaude, diz que faço milagre, hoje mesmo saiu um bastante emocionado. Ontem mesmo eu perdi um patins, me roubaram um patins”, declara ele.

 

 

Pauta: Como o pioneiro em aluguel de patins “Mazinho” iniciou a carreira e como ele faz para ensinar seus clientes?

 

O objetivo é ir ao calçadão da Beira Mar, devido ser um dos cartões postais de Fortaleza e localizar o mais antigo em aluguel de patins, pois nessa época de final de ano e de férias, pessoas de todos os lugares andam por ali. Fortaleza é muito visitada por estrangeiros e gente de outras cidades, como Rio de Janeiro, São Paulo, Teresina em fim, muitas famílias caminham no calçadão da Beira Mar todos os dias com seus parentes e amigos.

Edmar Dantas, Mazinho deve ter uma técnica e estratégia para ensinar seus clientes e fazê-los retornarem. A nossa estratégia é fazer com que muitos que vão ao calçadão com o objetivo de diversão devem conhecer Mazinho. O maior objetivo da pauta é fazer o público conhecê-lo e também saber principalmente dos iniciantes o que acharam da instrução do pioneiro. Procurar não só jovens mais sim crianças com menos de seis anos de idade aprendendo a patinar no calçadão. Mostrar ao público a forma que ele esbanja alegria e saber o que lhe motivou a alugar patins.

 

Os 60 pares de patins que dão emoção á população

A patinação é uma forma de laser e também é muito eficaz a saúde, pois andando quase todos os dias se perde bastante caloria, a patinação no calçadão é constante, por isso se deve mostrar ao publico que a patinação também é uma forma de se exercitar e ao mesmo tempo de diversão. Deve haver um maior incentivo para população á patinar e mostrar que é bastante saudável e agradável.

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Pauta-Turismo

Deixe um comentário

O  turismo no Ceará

Turismo é um conjunto de atividades, originadas do movimento voluntário de pessoas, de forma temporária, fora da residência habitual e que gastam no lugar visitado recursos obtidos fora da mesma, uma migração voluntária, temporária e condicionada economicamente. É um setor responsável por movimentar mais de cinquenta setores da economia cearense, como a rede de hotelaria, os restaurantes, as barracas de praias, o sistema de transporte e as empresas promotoras de evento.
Para o secretário de turismo do Estado, Bismarck Pinheiro Maia, todo o Ceará vem se destacando no âmbito nacional e internacional, a alta estação que ocorre entre dezembro a fevereiro de 2012, é esperada a chegada de 975 mil turistas em Fortaleza, sendo 917 mil brasileiros oriundos de São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Pernambuco, e 58 mil estrangeiros vindos da Itália, Portugal, Espanha, França, Holanda e outros países.
O Estado busca um turismo indutor de desenvolvimento, de inclusão social e de uma integração regional, em condições de receber o turista em toda sua plenitude, onde o setor público em parceria com o privado, busquem equipamentos que notabilizem destinos, direcionando segmentos importantes para a economia, reduzindo a pobreza, integrando-se regionalmente, preservando e valorizando o patrimônio cultural e natural da humanidade.
O turismo requer uma série de planejamento reconhecidos, debatidos e não aplicados. Onde uma reputação inexistente, junto a mídia que usa artifícios fotográficos de crianças, out dor, kite surf, praias etc, numa convicção de que os atrativos naturais junto a hospitalidade cearense são fatores suficientes para o turista vir ao Ceará. Não existe destino de sol e praia com comunidades sem água e com esgotos a céu aberto. Exige-se conforto, segurança e qualificação dos produtos turísticos. Precisa-se, portanto, repensarem turismo, numa qualificação daquilo proposto, para que não se perca o direcionamento do exposto, pois daqui para frente, com a aproximação das “copas”, o Ceará será uma verdadeira miscelânea de desejos  e vontades humana. Procurando proporcionar um melhor lazer e comodidade aos  visitantes que passam pela cidade, valorizando ainda mais seus atrativos turísticos e culturais.
A barraca Itaparika, localizada na Avenida Zezé Diogo, 6801, de acordo com o seu proprietário Fernando,  procura satisfazer o cliente dando uma total atenção em todos os sentidos, para que o mesmo saia satisfeito e faça propaganda do lugar. O quadro de apoio procura seguir sempre o lema de que  “o cliente sempre tem razão”. Uma barraca classificada como 5 estrela, tendo como carro chefe o preço cobrado e sua cozinha com pratos típicos e que, de acordo com o garçom Wellington o prato mais solicitado é o “Abaitolado”. Um prato feito com feijão verde, mariscos, arroz, batata inglesa e um “segredo”, que ele não quis revelar.

PAUTA

1.    O que o turista pode encontrar nas praias de Fortaleza?
2.    Qual o motivo da escolha, para fazer turismo, por Fortaleza?
3.    Qual a avaliação feita pelos turistas das barracas de praia? Quanto ao atendimento, qualidade, preços etc.
4.    Pergunta ao chefe dos garçons: qual o prato mais pedido e por quê?
5.    Pergunta para o Secretário de turismo – De que forma a vinda dos turistas para Fortaleza, pode influenciar numa infra-estrutura pública mais sólida? (malha viária, segurança, saúde, etc).
6.    O que o turista acha dos agenciadores de turismo?
7.    O que o turista acha da hospitalidade cearense?
8.    Algumas observações, feitas pelos turistas, sobre a capital cearense.

Banhista aproveitando o sol em frente a barraca Itaparicá na Praia do Futuro

A Barraca Itaparicá proporciona: Ambiente familiar ao sol, vento e um mar de águas belissímas

Salva Vidas: Sempre a disposição dos banhistas que frequentam a Praia do Futuro

Organização: A cozinha é um dos principais setores da Barraca Itaparicá

O cardapio é sempre variado para o gosto de cada cliente

Há pratos para todos os gostos

Peixe assado: Não pode faltar ao bom cardapio das Barracas principalmente da Itaparicá

Muito importante tratar bem o cliente: Ele sempre volta e divulga para os amigo e a Barraca Itaparicá tem uma boa equipe

 

Fortaleza comemora o Dia da Consciência Negra

Deixe um comentário

O Dia da Consciência Negra foi comemorado com muita música e festa em Fortaleza. O dia oficial é 20 de novembro, porém a Prefeitura Municipal preparou uma semana especial para festejar essa data. Entre os dias 19 e 29 de novembro, a população fortalezense pôde participar de atividades que faziam alusão ao tema: “Igualdade racial é pra valer!”. A abertura do evento aconteceu no sábado, 19, com show da sambista Mariene de Castro, na Praça do Ferreira.
Além das atividades, que foram espalhadas por diversos locais da cidade, como o Cuca Che Guevara e o Imparh; diversos artistas se apresentaram para prestigiar esse dia. Calé Alencar recebeu convidados no Palco Rogaciano Leite Filho do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC) para o lançamento de dois discos inéditos: uma seleção de loas cantadas pelo saudoso Mestre Juca do Balaio e outro de composições do próprio cantor. O show teve participações de Descartes Gadelha, Eliahne Brasileiro, Pingo de Fortaleza e dos maracatus Az de Ouro, Nação Baobá, Nação Fortaleza e Solar.

 

Além desses, aconteceram outros shows dedicados ao evento, que realmente representavam as nossas raízes. “Eu me sinto muito honrada de participar de uma festa assim. A harmonia entre as pessoas era pra ser sempre dessa forma, todo mundo unido, todos iguais”, disse a estudante Carol Ribeiro durante o show de Calé Alencar.

Pingo de Foraleza, Calé Alncar e Eliahne Brasileiro no palco Rogaciano Leite

O Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, foi estabelecido pelo projeto de Lei nº 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003, em referência ao Zumbi de Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, morto nesta data, no ano de 1695. A homenagem ao Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. Essa data é comemorada anualmente em vários estados brasileiros. “Ter o Dia da Consciência Negra não quer dizer que esse é o único dia que devemos refletir sobre o assunto, mas é bom pra reforçar essa ideia”, são as palavras do comerciante Ivan Pereira, que curtia a festa com um grupo de amigos.

Destaque da Rainha do maracatu

Equipe: Danyelle Gurgel, Débora Patrícia, Laryssa Rodrigues e Solanielle Martins

Aracati – Cea…

1 Comentário

Aracati – Ceará

 

Histórico – Aracati é uma palavra de origem tupi; há, entretanto, diversas interpretações sobre o significado da palavra. Segundo Raimundo Girão, um dos mais conceituados historiadores do Ceará, os tupis teriam usado o vocábulo Aracati para descrever a “brisa que sopra do mar para a terra”. Foi em meados de1603, quando Pero Coelho de Souza mandou erguer no local o Forte de São Lourenço; Aracati é, pois, uma das cidades mais antigas do Ceará.

Cidade de Aracati - Rua Larga

A ocorrência de ventos, particularmente no período da tarde, pode ser constatada não só em Aracati, mas em todos os municípios existentes às margens do rio Jaguaribe. Com uma população de 68.673 aproximadamente de habitantes. Aracati fica a uma distância de150 km de Fortaleza. O município faz divisa com o estado do Rio Grande do Norte, à distância até Natal é de aproximadamente 360 km.
Uma das mais belas praias do Ceará, Canoa Quebrada, é conhecida internacionalmente por sua beleza natural, bruta e por conta de suas falésias de onde surgiram as garrafinhas coloridas.

O município de Aracati conta com Patrimônio Arquitetônico tombado, edificações do século XVIII e residências que ainda guardam na fachada a herança da colonização portuguesa com seus azulejos da época colonial. Em abril de 2000, a cidade foi tombada pelo Iphan como Patrimônio Histórico Nacional, em reconhecimento à importância de seu conjunto arquitetônico para a memória do país.
Aracati também é conhecida por promover um dos mais animados carnavais do litoral do Ceará.

Prefeitura Municipal de Aracati

Aracati também é a terra do escritor Adolfo Caminha, autor de “A Normalista” (1893) e “O Bom Crioulo” (1895), romance onde aparece o primeiro personagem declaradamente homossexual da literatura brasileira. A casa onde Caminha nasceu ainda está de pé, mas em avançado estado de deterioração. O escritor foi recentemente lembrado durante a 1ª Festa do Livro e da Literatura de Aracati. O evento reuniu nomes como Rubem Alves, Zuenir Ventura, Ana Miranda, Ângela Lago, Isabel Lustosa, Cícero Sandroni, Claufe Rodrigues, Maurício Kubrusly, Mano Melo entre outros.

Hoje, mais “moderno”, o distrito está plugado no mundo. Possuí restaurantes de cozinha internacional, bons hotéis, pousadas, bares e até acesso a internet, mesmo que por ondas de rádio. Com 365 dias de sol banhando suas águas, Canoa Quebrada oferece diversas opções de lazer ao turista. Quem prefere a tranqüilidade do dia pode se deliciar num passeio de bugue, parapente, jangada ou saborear a culinária regional em uma das diversas barrancas à beira-mar.

Já para quem gosta do agito, a noite reserva várias opções para dançar, beber, comer ou simplesmente jogar uma conversa fora. Nos bares, a trilha musical vai do reggae ao forró, passando pela música eletrônica. A badalação acontece na Broadway, principal rua do vilarejo e onde se concentra todo o burburinho noturno.

Casa onde morou Padre Francisco Sales, conhecido pela população por ajudar aos pobres.

A praia de Canoa Quebrada é um dos destinos mais procurados pelos turistas que visitam o Estado, em sua maioria estrangeiros. Possuí uma boa infra-estrutura de hospedagem e gastronomia. São mais de 40 estabelecimentos entre restaurantes, bares, hotéis e pousadas. Nada tão luxuoso, mas com preços bem acessíveis.As diárias variam de R$ 40 a R$ 150 (em média) nesta época do ano. Os preços chegam a dobrar durante a alta temporada –dezembro a março e em julho.

Já as opções gastronômicas vão desde cozinha regional à internacional. Durante o dia, o cardápio é recheado de lagostas, peixes, arraias, camarões, ostras, caranguejos entre outros frutos do mar. A noite, pode-se saborear um bom prato italiano, português ou francês. A maioria dos restaurantes fica na Broadway.

Antigo Posto de Saúde

Casa Azul - Local onde Jose Ronivan, 2º prefeito de Aracati morou por vários anos.

Casas antigas

Museu de Aracati

Casa onde mora "Sr. Lunga" de Aracati, Roberto das Neves

Mercado das Rendeiras

Conheça Aacati!

Danielly Alves, Ellen Viana e Hellen Ayres

Turismo: Jijoca/Jericoacoara-Ce

Deixe um comentário

RETRANCA: Turismo no Ceará / Litoral Praia de Jijoca-Ce

Data: 10/12/2011

Local: Jijoca-Ce  Porta de entrada da cidade de Jericoacoara

Contatos:  Pousada Mala e cuia / Prefeitura Municipal de Jericoacoara
Equipe: Alvaniza Laurentino e Miquely Bezerra

Assunto:
O objetivo da pauta é mostrar as belezas naturais  de Jijoca, porta de entrada de Jericoacoara. Uma das cidades mundialmente conhecida por suas paradisíacas praias. Fica a 300 km de Fortaleza. Para chegar até  a cidade é necessário a presença de um guia que conheça bem os atalhos da região. Um dos meios mais utilizados são veículos com tração 4×4 e bugues.
A lagoa Azul e do Paraíso são pontos turísticos mais requisitados pelos visitantes por possuir águas cristalinas e redes armadas em troncos de madeira, onde é possível apreciar um belo descanso sobre as águas e se deliciar com a culinária nativa do litoral.
Sugestão de imagens:
Entrada  de Jijoca, por do sol, Lagoa Azul e do Paraíso, passeios de Bugues  nas dunas, noite badalada de jerí, pousadas e restaurantes e os lual na praia de Jijoca.

Jijoca é distrito de Jericoacoara, é conhecida por sua lagoa azul com areia branca e fina e águas cristalinas. Situada a 280 km da capital do Ceará Fortaleza, e 23 km da praia internacional de Jericoacoara, Jijoca aguarda com carinho todos os turistas que chegam de carro como ponto de apoio para deixar os veículos e pegar um bugue, jardineira ou veículos de tração 4×4 para vencer os quilômetros de distancia até a belíssima Jericoacoara.

A Lagoa azul e Lagoa do Paraíso são únicas, mas são conhecidas assim por sua extensão. A Lagoa azul é conhecida por águas cristalinas que tem troncos de madeira fincados dentro d água que servem para armar redes para atrativo das barracas sendo um diferencial para os turistas.
Jericoaquara fica entre dunas, recortada por poucas ruelas cobertas de areia – sem nenhum asfalto – e com um mar verde que atrai a qualquer hora do dia, o vilarejo de Jericoacoara é um oásis para quem quer descansar à beira-mar. Parece até que é de propósito que a natureza o mantém assim, tão escondidinho no litoral oeste do Ceará.
Alcançar o paraíso requer certa determinação. Os 300 quilômetros que separam Jeri (é assim que todos a chamam) da capital Fortaleza podem ser Ou, mais recentemente, de ônibus: são cinco horas até a cidade de Jijoca de Jericoacoara e mais uma corcoveando pelas estradas de areia a bordo de um veículo adaptado (no jargão popular, jardineira) até a pequenina vila. Mas o périplo, independentemente do transporte escolhido, valerá cada minuto. Como nos últimos anos o turismo se tornou a principal atividade deste antigo vilarejo de pescadores, visitantes são tratados como reis. Na larga faixa de areia da praia principal, confortáveis espreguiçadeiras os aguardam desde o amanhecer, em frente aos bares e restaurantes que ali estão para servir os tradicionais aperitivos de frutos do mar. O mais concorrido deles é o ClubVentos, um lugar multilíngue, onde italianos, ingleses e outros estrangeiros são maioria.

 

Um dos pontos turísticos de Jijoca: A pousada Mala e cuia

O sol: Marca registrada do Litoral cearense

Theatro José de Alencar

Deixe um comentário

FORTALEZA / CE hoje é um dos maiores pontos turísticos do Brasil. A capital do Ceará oferece de bandeja aos visitantes e moradores as melhores coisas para se curtir a vida com alegria; sol, belas praias, artesanatos, museus, teatros, o melhor humor do Brasil.

A vida noturna supera as expectativas dos visitantes e moradores, com MPB, rock, música eletrônica, samba, pagode e o principal e mais procurado o forró do nordeste, sempre animado e com gente bonita.

Mas hoje iremos destacar a cultura, mostrando aos visitantes tudo sobre o belo Theatro José de Alencar, que foi inaugurado oficialmente em 17 de junho de 1910, com a banda sinfônica do Batalhão de Segurança, regida pelos maestros Luigi Maria Smido e Henrique Jorge. Ao fazer o projeto arquitetônico do Teatro José de Alencar, o capitão Bernardo José de Mello imaginou um teatro – jardim.Mas o jardim mesmo só foi construído anos depois da festa de inauguração, na reforma de 1974 a abril de 1975. Ele ocupa todo o espaço vizinho ao Theatro, pelo lado leste, onde havia antes um prédio que foi demolido em 1973.

Essa principal atração arquitetônica da nossa cidade é uma homenagem ao grande poeta do Ceará, José de Alencar. O teatro chama a atenção dos seus visitantes pela curiosa arquitetura. O prédio da frente, em estilo neoclássico, abriga a bilheteria e o foyer. O pátio interno esconde uma bonita fachada metálica com vitrais coloridos e estrutura trazida da Escócia há mais de um século. Na visita guiada de hora em hora você conhece a história do lugar e o agradável jardim projetado por Burle Marx. O Theatro José de Alencar tem vários espaços cênicos, além da sala de espetáculo em estilo art. novel, dispõe de auditório de 120 lugares, foyeur, espaço cênico a céu aberto e o prédio anexo, com 2.600 metros quadrados, que sedia o Centro de Artes Cênicas (CENA), o Teatro Morro do Ouro, com capacidade para 90 pessoas, a Praça Mestre Pedro Boca Rica, com palco ao ar livre e capacidade para 600 pessoas, a Biblioteca Carlos Câmara, a Galeria Ramos Cotôco, quatro salas de estudos e ensaios, oficinas de cenotécnica, de figurino e de iluminação, abrigando ainda a Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho e o Curso Princípios Básicos de Teatro e Circo.

Referência artística e turística nacional, o Theatro José de Alencardesempenha importantes papéis na vida cultural cearense. Na qualidade de Teatro-Monumento oferece não só a mais seleta programação cênica do Estado, mas, também, a mais ativa e diversificada pauta de atividades sócio-culturais e artísticas do eixo central de Fortaleza. Com a dinâmica possibilitada pelo Centro de Artes Cênicas do Ceará.

São figuras carimbadas no teatro o Palhaço Trepinha, o mais antigo palhaço em atividade no Ceará, alunos do Curso Princípios Básicos de Teatro, um curso criado em 1991, pelos atores e atuais coordenadores João Andrade Joca e Paulo Ess, o curso recebe maiores de 15 anos e contabiliza mais de 5 mil entre os que passaram pelos módulos iniciais, fases eliminatórias, onde geralmente se escrevem 300 a 500 alunos e para montagem do espetáculo final ficam somente de 10 a 20 atores.

E claro como todo bom teatro uma lenda de fantasmas, a bailarina azul costuma dançar pelo palco, quando os holofotes se apagam e a platéia vai embora. Há aqueles que dizem que até fotografou a moça, Socorro Acioli, escreveu uma história bem interessante sobre o caso, o livro “ A Bailarina fantasma”.

Mais exuberante exemplar da arquitetura de ferro no Brasil, o Theatro José de Alencar funciona de terça à sexta a partir das 8h e aos sábados, domingos e feriados a partir das 13h. Mantido pelo Governo do Estado via Secult, realiza um dia inteiro de programação gratuita todo dia 17, de janeiro a dezembro, quando comemora seu aniversário. Inaugurado dia 17 de junho de 1910, desde junho de 2009 comemora seu primeiro centenário.

Fachada da frente do Theatro José de Alencar

Palco principal do Theatro José de Alencar

Camotes do palco principal

Fachada de dentro do José de Alencar

No governo Accioly foi concebido o Theatro José de Alencar

Escadas do Theatro José de Alencar

Palco a céu aberto, com capacidade para até 1,2 mil pessoas

Oficina de Iluminação Alváro Brasil e Oficina de Figurino Flávio Phebo

Um teatro de bolso com 90 lugares, o Teatro Morro do Ouro

Palco a céu aberto, com capacidade para até 350 pessoas, a Praça Mestre Pedro Boca Rica

Fernanda Leite e Joelita Viana na pauta de turismo sobre o Theatro José de Alencar

Ed Motta desabafa no Twitter após polêmica. Sobrou para impressa.

Deixe um comentário

Após fazer declarações polêmicas no Facebook e virar notícia em sites e jornais de todo o Brasil, o cantor Ed Motta usou seu perfil no Twitter na última segunda (16) para desabafar. Sobrou para a imprensa.

“Uma coisa muito importante. Os tais comentários infelizes que fiz foram absolutamente TODOS em tom de brincadeira. Mas é mais fácil acreditar no jornal que precisa vender a todo custo. Todos brincam em bares, nas suas casas etc. Eu estava no meu perfil de Facebook que julgava ser algo pessoal…Os jornalistas ironizados por mim o tempo todo conseguiram sua revanche de 15 minutos”, disse o cantor chateado.

Ed Motta  contou que sempre elogia vários artistas, mas não é notado, “O engraçado é que coloco quase diariamente milhares de informações que exaltam milhares de artistas do mundo todo independente de credo, raça ou posição social. O que divido das minhas pequisas [SIC] não tem mérito de consideração pra essa imprensa ignorante, marrom, pelega. Minha polêmica rende mais. Esse é o Brasil que adora ver acidente de carro, ser nacionalista na véspera da copa”.

Motta continuou disparando contra os jornalistas, “Eu não tenho NADA contra NADA eu estava de gozação entre amigos. Se não fosse eu assumiria numa boa. O triste é ver que a informação em quantidades industriais que é colocada aqui tem menos relevância do que uma brincadeira idiota que os jornalistas invejosos pegaram pra bode expiatório. Não fico chateado com todos que estão me xingando, ofendendo etc. Mas jornalista… Esses eu odeio mais do que nunca”.

No Twitter, o cantor mostrou-se arrependido da brincadeira que fez no Facebook, quando acreditava que era uma página pessoal e ninguém poderia ler o que ele escrevia.

“Seria maravilhoso esse senso opinativo do Brasil na hora de se organizar contra seus verdadeiros inimigos. E nossa eu não sou nem de perto um exemplo padrão de beleza. Foi brincadeira e não estou recuando, com medinho nada. Quando afirmei que detestava Oasis eu assumo e banco até o fim minha opinião. Essa patrulha ideológia em pleno 2011 é realmente um atraso”, disse.

Older Entries