Editado do texto de Steve Outing, sobre o livro “Writing for the Web” (“Escrevendo para a Web”), do escritor e professor universitário canadense Crawford Killian

Seja sucinto e preciso
Como bem documentam os estudos de facilidade de uso da Web, os leitores da Internet tendem a olhar os sites meio por cima, em lugar de lê-los com atenção.

Isso se deve em parte à baixa resolução das telas de computadores atuais; é difícil para a vista ler durante muito tempo em um monitor de computador, e a velocidade de leitura em uma tela é em média 25% menor do que em uma página impressa. Isso significa que tudo que você escreve precisa ser o mais resumido possível.

A ideia é transmitir a mensagem da maneira mais rápida, porque não há muito tempo.


Mantenha os parágrafos e sentenças curtos

Killian sugere que os parágrafos na Web não deveriam ter mais que, digamos, 75 palavras de comprimento, e que as frases neles sejam curtas. Parágrafos maiores tornam difícil a leitura na tela, e é mais provável que você perca leitores. Mas cuidado para não tornar seu texto muito simplório.


WEB é atemporal

“Ontem”, “hoje”, “amanhã”, não fazem o menor sentido.
Informe sempre a data exata (ao menos na página). Exemplo: Hoje, quarta-feira (20/8)


WEB é universal

“Na cidade”, “na região”, “este país” são vagos.
Um leitor do outro lado do mundo não saberá a que cidade, região ou país você se refere.
Precise ao máximo essas localizações.
“ Próxima edição” ou “edição passada” não combinam com web. Edições acontecem a todo o momento.


Títulos

Curtos e que tenham a ver


Parágrafos
Os parágrafos devem ter de 2 a 5 linhas (sete é o limite para se uma boa visualização e leitura)
Textos alinhados à esquerda ajudam a leitura

Divida parágrafos longos em listas de itens destacados. É mais fácil para os usuários da Web entender o que você quer dizer se a informação estiver dividida; em um parágrafo longo, é provável que sequer seja lida.


Reduza os floreios

Em um exemplo de como produzir textos enxutos e apropriados à Web, Killian sugere que você comece escrevendo trechos de entre 150 e 200 palavras. Depois, vasculhe-os agressivamente e tente reduzi-los a cerca de 55 ou 60 palavras, e a partir daí acrescente os complementos que julgar necessários.

Do trecho restante do texto, “cada frase, cada palavra, teve de lutar por sobreviver”, escreve Killian.


Use verbos fortes em lugar de fracos

Escreva “decidir”, não “tomar uma decisão”. Ou “usar” em lugar de “fazer uso de”. Essa técnica não só apresenta sua mensagem aos leitores da Web de forma mais vigorosa como também ocupa menos espaço.


Use a voz ativa

Usar a voz passiva (“um sério erro foi cometido” é um risco ocupacional em campos como a escrita acadêmica, ciência e tecnologia. Mas se você tem uma audiência geral, ela não cabe em um site da Web. Use a voz ativa (“você cometeu um erro sério”) quando escrever para a Web, para que sua redação não o faça soar como um pedante.

Usar a voz ativa também tende a usar menos palavras para dizer a mesma coisa, e para os leitores da Web que tendem a dar uma olhada no texto em vez de ler com atenção, a brevidade é crucial.


Imprima o texto para corrigi-lo
Imprima todos os textos para uma revisão final. Além disso, leia em voz alta seu texto para a Web.

Anúncios