José Ramalho Neto – Biografia de Avôhai

José Ramalho Neto. Made in PB. Mais precisamente no pequeno município de Brejo do Cruz, nascido no dia 03 de outubro de 1949, de umbigo cortado à faca peixeira, filho de Antônio Pádua Pordeus Ramalho (um seresteiro), e de Estelita Torres Ramalho (uma professora primária). Teve uma única irmã, Goretti, que faleceu em 1991. Seu pai afogou-se em um açude, e Zé com apenas dois anos fica órfão de pai.

Enquanto sua mãe muda-se para Recife com a única irmã de Zé, o avô, o popular Avôhai, José Alves Ramalho, o “toma” para criar, consternado pela morte do filho. Zé Ramalho, com apenas dois anos de idade, muda-se com toda a família Ramalho para Campina Grande, e é criado não só pelo avô e pai, mas como por sua avó Soledade, suas tias Maria Madalena (que foi também sua primeira professora), Inês, Terezinha (Tetê), Zélia e pelo tio Nonato Ramalho. O relacionamento com o avô sempre foi de muito respeito. Seu avô desde cedo o ensinou a amar os bichos e a natureza, a respeitar as pessoas e nunca passar por cima delas em hipótese alguma para poder atingir seus objetivos. Foi com Avôhai que Zé teve as primeiras percepções sobre a vida e sobre o homem nordestino. A importância do avô é cantada mais tarde na música “Avôhai”, palavra esta que significa “avô e pai”, e lhe foi soprada por entidades extraterrestres ou sensoriais, 20 anos depois.

O primeiro trabalho do século XXI foi o álbum e DVD tributo “Zé Ramalho Canta Raul Seixas”, com regravações de canções do músico baiano, trabalho que foi premiado com disco de ouro. Dividiu o palco com Elba Ramalho no Rock in Rio III, cantando Raul Seixas e Luiz Gonzaga. Em 2002, a Som Livre lança um CD de grandes sucessos chamado Perfil, com os maiores sucessos de Zé. Também em 2002, veio o décimo sétimo álbum, “O Gosto da Criação”. Em 2003, gravou outro álbum “Estação Brasil”, e participou da gravação da música Sinônimos com Chitãozinho e Xororó. Em 2005, gravou seu único álbum solo ao vivo, “Zé Ramalho Ao Vivo”. Seu mais recente álbum de inéditas “Parceria dos Viajantes”, foi lançado em 2007 e indicado para o Latin GRAMMY de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira. Em 2008, um álbum de raridades chamado “Zé Ramalho da Paraíba” foi lançado pela Discoberta, seguido de um novo álbum de covers “Zé Ramalho canta Bob Dylan – Tá tudo mudando”, homenageando o músico americano. Em 2009, um novo álbum de covers “Zé Ramalho canta Luiz Gonzaga” foi lançado para homenagear o músico pernambucano. Em 2010, continuou homenageando suas influências com o álbum“Zé Ramalho canta Jackson do Pandeiro”. Seu trabalho mais recente é o álbum “Zé Ramalho canta Beatles”, lançado em agosto de 2011, com regravações da banda. É o seu quarto álbum de covers em três anos. No dia 5 de julho de 2012, lançou o novo disco“Sinais dos Tempos”, somente com músicas de autoria própria. No mesmo ano, anunciou um projeto de um disco em parceria com o cantor Fagner.

Em 2013, o cantor e compositor continuou dando ênfase ao novo trabalho, porém, uma cirurgia de coração o fez parar a temporada de shows do ano. A cirurgia foi um sucesso e Zé Ramalho, depois da recuperação, em maio de 2013, voltou à lotar a agenda e a cantar pelo Brasil.

Com 39 anos de carreira, Zé Ramalho se mantém na ativa, ganhando novos seguidores a cada profecia. Salve, Zé Ramalho!

Fonte: Tumblr http://zeramalho.tumblr.com/biografia (Biografia completa)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s