O Fórum Permanente pela Implantação do Parque Ecológico do Cocó teve sua primeira reunião nesta segunda-feira (26). A ideia do encontro foi produzir estudos técnicos com auxilio de 20 entidades ligadas ao meio ambiente, que podem auxiliar o governo nas decisões para a criação definitiva do Parque Ecológico do Cocó.

De acordo com o procurador da República que está à frente da articulação do fórum,  Alessander Sales, o novo governador Camilo Santana (PT) sinaliza positivamente em ação conjunta para a solução do impasse, o que não ocorreu na gestão do ex-governador e atual ministro da Educação, Cid Gomes

Em entrevista à Tribuna BandNews FM, Camilo informou que está no aguardo para decidir o que precisa ser feito para garantir a delimitação oficial do lugar, que deve ser criado dentro do Sistema Nacional de Unidade de Conservação.

Com a criação do Parque Ecológico do Cocó, a área se tornará oficialmente patrimônio ambiental, cultural, social e econômico de Fortaleza e Ceará. O manifesto esclarece que, até hoje, nenhum ato formal de criação (Lei ou Decreto) criou, definitiva e juridicamente, “o tão decantado Parque Ecológico do Cocó”.

O procurador da República Alessander Sales defende que, se o parque já existisse de fato e de direito, “toda a sociedade e o poder público – principalmente o Ministério Público e órgãos ambientais – poderiam atuar, exigindo o cumprimento da legislação vigente e impedindo a atuação devastadora que põe permanentemente em risco os ecossistemas nobres existentes em toda a extensão da área previamente delimitada para sua implantação”.

Anúncios