quarta-feira, 24 de abril de 2013

O despertar

 Todo dia acordo as 05:00h da manhã, o celular desperta, coloco mais 10 minutos de soneca, de 10 em 10 minutos passa-se uma hora e meia. Hoje o dia foi atipico. Acometeu-se sobre mim uma cansaço fora de comum e uma enorme vontade de ficar deitado o dia todo e não sair de casa para fazer nada. Mais não fiz isso, sai de casa peguei a condução e fui trabalhar. Cheguei ao trabalho o cansaço foi se controlando e tudo começa como sempre. As mesmas cobranças resultados, omesmo argumento, as mesmas duvidas dos funcionários e ai parei e percebi que nem café da manhã havia tomado ainda. Pedi um sanduiche e um suco. Quando chegou o lanche resolvi sair um pouco da sala  e ir comer. Sentei numas  cadeiras que ficam na frente de um consultório dentário e comecei a comer, olhava para fora e das janelas daquela 14° andar e percebia uma cidade silenciosa. o silêncio que encomoda e não consegua controlar toda essa euforia dentro do meu peito, que pulsava pedindo algo mais, pedindo um diferencial, pedindo que buscasse uma saída, vontade de gritar pedir socorro… Mais nada fiz, calei, sufoquei a minha dor e voltei a trabalhar.
Ultimamente meus dias tem sido assim silenciosos e corridos, pedidos de pontualidade que aparecem por todos os lados: Acorde cedo se não vai chegar tarde. tomee banho rápido se não vai chegar tarde. Saia de casa mais cedo se não vai perder o ônibus e acabar chegando tarde. Todas as cobranças, acabam sendo uma só cobrança: Ser pontual!
Mais não deverias eu ser pontual com minha saúde, com meus sonhos, com a minha felicidade?
Suspiro e tento manter a calma mesmo que por muitos momentos não esteja mais funcionando. Externamente uma postura rigida e tensa, internamente uma criança pedindo socorro.
Agora lembro de uma música que diz: ” meu desafio é andar sozinho esperar no tempo osa nossos destinos, não olhar pra trás esperar na paz o que me trás a ausência do seu olhar” Leandro Leo. Sozinho…Seria a solidão o maior motivo do meu cansaço, pois já fazem um ano e meio que não me relaciono com ninguém. Tudo que aparece é sempre mais um encontro casual onde finda na cama e somente uma vez. Todos que aparecem não me encantam mais. Não vejo mais o sino tocar, Os cupidos não me flecham mais.
Com todos os relacionamos que já tive na vida passei a querere novas coisas e percebi que é necessário uma variante de coisas para querer está junto. Não somente ser uma pessoa bonita, tem que ter simpatia, tem que ter uma carreira bem sucedida, tem que ser assim ou assado….chegaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Quero apenas despertar deste pesadelo que parece não acabar, mesmo dormindo ou acordado ele ronda minha existência!
Anúncios