No sexto dia do Rock in Rio sábado (21),  a  banda de Rock Skank abriu a noite animando a plateia com suas músicas. O show contou com a participação do Ex-baixista da banda Titãs, Nando Reis, e do rapper Emicida. Durante uma hora e poucos minutos de show a banda conseguiu levar o público ao delírio.

banda de Rock Skank, abriu a noite animando a plateia no Rock in Rio. (Foto: Internet)

Skank abri a noite animando a plateia no Rock in Rio (Foto: Internet)

“Maconha é proibido, mas mensalão pode fazer de novo, né?”, disse Samuel Rosa,  ao terminar a canção “É proibido fumar” de Roberto e Erasmo Carlos, onde levou o publico a vibração. O cantor que já é famoso por suas criticas aos políticos, fez mais uma após cantar a  música em que o público costuma responder, “Maconha!”.

Samuel Rosa chamou Nando Reis, com quem também tem parceria no Palco Sunset do evento, para cantar “Resposta”. Foi uma das mais aplaudidas, mas o auge esperado foi  “Vou deixar”.

O Skank não facilitou a vida de quem tocou depois deles. Foram tantos hits, e tocados com tanta paixão, que os artistas que se apresentaram logo em seguida não conseguiram levantar o público. Foram vários os momentos em que Samuel Rosa e companhia fizeram a Cidade do Rock toda cantar junto com eles: “É Uma Partida de Futebol”, “É Proibido Fumar”, “Três Lados”, “Vou Deixar” e  “Vamos Fugir”.

 

Fontes: G1 , Ultimo Segundo.

Anúncios