A mudança de tarifa já começou em Março desse ano, acontece anualmente, o processo para que o taxista possa fazer a alteração é ordenada junta ao órgão da Etufor em parceria com o Ipem/Fort (Instituto de Pesos e Medidas de Fortaleza). O condutor do veículo tem que portar obrigatoriamente o documento de certificação junto com a documentação do carro.

Para fazer o exame de taxímetro, o taxista tem que apresentar à Etufor para regular o documento do veículo, comparecer ao Ipem que no endereço da Rua Vicente de Castro, 5720, Bairro Mucuripe, para emitir a taxa de pagamento no valor de R$ 51,96 do exame de pista e solicitar uma ordem de oficina para fazer a alteração da mudança de tarifa. Após todo esse processo, o taxista é acompanhado por um fiscal do Ipem para a aferição do taxímetro. Todas as placas foram liberadas até o fim desse ano, o taxista que não comparecer a aferição poderá receber uma multa no valor de R$ 957,60.

O percurso do exame é de 1km para as bandeiras 1 e 2, a primeira tem que obter um valor de R$ 7,14 quando atingir a demarcação pintada de vermelho no poste e no trecho da pista, já para a segunda bandeirada o valor é de R$8,50, sendo o mesmo procedimento. A chefe do setor de taxímetro, Fátima Maria, fala da importância do teste. ” É um trabalho importante porque os taxistas têm que andar regularizados para evitar qualquer tipo problema ou multa”, explica.

Só podem rodar com o novo valor da tarifa, reajustada em março deste ano, os veículos que tiverem o certificado e lacre repassados após a aferição. O endereço do teste é feito na antiga praia do Futuro, na Av. Zezé Diogo, das 07h30 às 13h, de segunda à sexta. Confira o vídeo do teste de pista:

Confira a galeria de fotos: https://www.flickr.com/gp/124259163@N07/Pm90QH

 

 

Anúncios