brasilitaliavoleirioouro21082016getty11.jpg

Brasil entre os gigantes no Voleibol masculino em Olimpíadas (Foto: Getty Imagens)

A vitória do Brasil por 3 sets a 0, sobre a Itália na tarde deste domingo (21) , confirmou a sequência de bons resultados e conquistas no vôlei de quadra masculino em jogos olímpicos.

Com Maracanãzinho lotado e com parciais 25/22, 28/26 e 26/24, a equipe brasileira foi decisiva para conquistar a décima medalha olímpica de vôlei na história, a quinta de ouro e a terceira no masculino. Somente União Soviética e Rússia junta, com 19 medalhas. Os vices das duas últimas olimpíadas, em 2008 e 2012, não atrapalharam a jornada para a conquista da medalha.

Um dos protagonistas para essa grande vitória em frente à seleção italiana, foi o líbero Serginho, participante das últimas quatro olimpíadas, principalmente em Atenas, onde conquistou o ouro, foi a experiência e a segurança na sua posição dentro de quadra foram fundamentais para o esquema tático do técnico Bernadinho, além de ser eleito o melhor jogador do torneio masculino pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB) coroando mais ainda a histórica participação da seleção em Olimpíadas.

O fato de o Brasil ganhar por 3 sets a 0, não significou que o jogo foi fácil. Apesar de se manterem na frente, a seleção brasileira enfrentou um jogo duro levando todos os sets a serem fechados em um verdadeiro revezamento de vantagem, decidindo ponto a ponto, nos placares.

A tarde deste domingo, 21, encerrou uma caminhada que no inicio poderia virar um vexame, onde precisou vencer a França na última rodada para se classificar, mas isso não tirou o brilho desse time de ouro, que no mata-mata passou por Argentina, Rússia e Itália.

.Fonte: Agência Brasil, Estadão e Terra

Anúncios