claudio-amora-e-o-primeiro-paratleta-cearense-2

Cláudio vence o cansaço para terminar a prova de triatlon

Logo na sua infância Cláudio passou por um momento bem difícil. Com seus dois anos de idade teve paralisia infantil causada por uma febre e a sua perna esquerda se atrofiou. Estava prevista para ele uma vida com muitas dificuldades, mas também de superações. Sua família já arquitetava uma vida cheia de privações e de dependência por parte de Cláudio, já que ele tinha uma deficiência física pensava-se que ele não iria conquistar muita coisa e que a sua vida seria igual de outros deficientes e que não conquistaria quase nada. Mas eles estavam enganados e isso lhe seria mostrado no futuro.

Por indicação médica começou a praticar basquete em cadeiras de rodas, para ajudar a fortalecer a sua perna. Foi a partir desse momento com o primeiro contato com o esporte que surgiria um grande campeão e colecionador de medalhas. Com o passar dos anos o desejo de praticar mais modalidades foi aumentando assim surgiu outras novas paixões, a natação e a corrida em cadeiras de rodas. Cláudio foi se dedicando e se aprimorando mais nessas modalidades esportivas. Foi durante esse tempo de novas descobertas  dentro do âmbito esportivo que lhe foi apresentado o Triathlon, modalidade esportiva que combina, natação, corrida e bicicleta. ‘’Certo dia estava eu nadando no corpo de bombeiros no José Walter e fui convidado a participar da modalidade de Triathlon. Participei do meu primeiro campeonato e gostei muito. Com todo o meu esforço fui o primeiro deficiente cearense com deficiência a participar de uma prova de Triathon’’ diz Cláudio.

Hoje Cláudio é reconhecido na modalidade de Triathlon, a qual já lhe rendeu muitas medalhas. Já viajou a muitos estados do Brasil para participar de campeonatos, os quais lhe renderam muitas medalhas. No total foram 64 campeonatos como paratleta profissional. Mesmo sem o apoio do governo nunca desistiu de seus objetivos e de praticar esporte. Mesmo com o preconceito por conta a sua deficiência Cláudio nunca se deixou abater. Com ajuda de sua família e de seus amigos conseguiu estar firme até agora.

Cláudio passou e ainda passa por muitas dificuldades em conseguir um patrocínio, já que as empresas não valorizam o esforço de atletas com deficiência. Mesmo com todas as participações em muitos campeonatos e muitos pódios conquistados, ainda falta interesse por parte dessas empresas. Mas isso não o impede de competir e ganhar muitos primeiros lugares.

claudio-amora-e-o-primeiro-paratleta-cearense-8

Claúdio sempre teve o apoio de sua família

Medalhas e  campeonatos

Claúdio já participou de muitos campeonatos nacionais e alguns internacionais. Chegou a receber a medalha de mérito Desportivo, da secretária de Esportes do Estado do Ceará (Sesporte) de melhor paratleta do Ceará. A lista passa de sessenta competições. Lembrando que Cláudio foi o primeiro paratleta cearense a participar de um campeonato na modalidade de Triatlon. Alguns desses campeonatos:. Em 2012 e 2013 obteve várias conquistas, sendo campeão na categoria TRI 02 – Campeonato Cearense de Sprint Triathlon (2ª etapa 2013); campeão ranking 2013 na categoria TRI 02; campeão da categoria TRI 02 do Campeonato Cearense de Aquathlon – 1ª etapa 2013; 5º colocado no Campeonato Mundial de Paratriathlon 2013; 3º colocado no ranking brasileiro de Paratriathlon 2013 na categoria TR-02 e 13º colocado no ranking mundial de Paratriathlon 2013, em Londres,nacategoriaTR-02.

Galeria de fotos.

https://www.flickr.com/photos/124259163@N07/albums/

Anúncios