dscn7881Fortaleza conta com um abrigo que recebe mulheres e crianças em situação de vulnerabilidade. Os  Programas de Acolhimento Institucional tem a missão de  ofertar atendimento às famílias e indivíduos que sofreram violação de seus direitos e que necessitam de acolhimento provisório, fora do seu núcleo familiar. Garantindo proteção integral a indivíduos em situação de risco pessoal e social, com vínculos familiares rompidos ou extremamente fragilizados, por meio de serviços que garantam o acolhimento em ambiente com estrutura física adequada, oferecendo condições de moradia, higiene, salubridade, segurança, acessibilidade e privacidade. Os serviços também devem assegurar o fortalecimento dos vínculos familiares e/ou comunitários e o desenvolvimento da autonomia dos usuários.

O endereço dos acolhimentos devem ser sigilosos , para a segurança das abrigadas, e os contatos são feitos nas Delegacias de Defesa da Mulher ou em Centros de Referência. Nestes serviços costuma-se fazer avaliação de risco antes do encaminhamento ao abrigo.

O abrigamento é o ultimo recurso para a proteção das mulheres que sofrem violência, e é indicados para os momentos em que há risco de vida iminente, e quando não há outro lugar seguro para a mulher ir. Para garantir a segurança e o sigilo sobre seu paradeiro, são necessárias algumas restrições: a mulher não pode ter contato com os familiares e pessoas que o agressor conheça. Ela e os filhos também devem deixar de circular pelos lugares de costume, e com isto, trabalho e escola devem ser interrompidos ou trocados. Por isso, é muito importante avaliar os riscos e orientar as mulheres sobre o tipo de proteção que um abrigo pode oferecer.

Além de proteger, atender e abrigar, muitos abrigos desenvolvem atividades que visam à reestruturação da vida, à superação da situação de violência e da vitimização.

Saiba mais: 

Acolhimento para mulheres e crianças em Fortaleza/CE

https://www.flickr.com/photos/150155854@N04/albums

 

 

 

 

 

Anúncios