Um crime repleto de preconceito e covardia foi registrado em Fortaleza. A vítima, a travesti Hérika Izidoro, foi agredida por vários homens e depois jogada de um viaduto como mostra o programa Barra Pesada.

O crime aconteceu na madrugada do último domingo (19), quando a travesti Hérika Izidoro foi agredida enquanto estava trabalhando.

Depois das graves lesões, ela ainda teria sido jogada do viaduto. A travesti foi encontrada no início da manhã com o braço fraturado e traumatismo craniano. Rapidamente, ela foi socorrida para Instituto Doutor José Frota (IJF), onde ainda se encontra internada em estado grave.

Para falar sobre agressões a travestis, tanto da capital como do estado, a equipe de reportagem do Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, conversou com a presidente da Associação de Travestis do Ceará, que faz uma apelo para as autoridades. Ela pede que as autoridades façam uma PEC contra a homofobia. “Não queremos nenhum direito. Só queremos ser inseridas no mercado de trabalho”, fala a presidente.

 

Fonte: Tribuna do Ceará. 

Anúncios