polly-foto

A Jornalista Pollyana Ferrari deu uma palestra, no ultima terça-feira (21), para alunos do Instituto Superior de Brasília (LESB) visando o aperfeiçoamento dos estudantes na produção de notícias utilizando as novas mídias e as redes sociais.

O aumento de tecnologias juntamento com a acesso a informação faz com que o jornalismo tenha que se atualizar cada vez mais. A palestrante afirmou que o jornalista tem de ser multiplataforma, ou seja,  ter que se comunicar em todas os meios e redes sociais, além de ver os assuntos que estão gerando noticias e seguir a audiência. ” O jornalista não pode informar e achar que o publico vai receber a informação passivamente”, afirma a jornalista.

Pollyana ressalta que o comunicar online tem que usar o que as plataformas oferecem, pensar na publicação de acordo com as especificidades  de cada rede social e usá-las para fortalecer o nome no mercado de trabalho. Segundo ela o Twitter e o Facebook são ferramentas indispensáveis para que o jornalista não fique desatualizado dos acontecimentos diários.

Brasileiros nas redes 

O Brasil é um dos países que mais tem usuários nas redes sociais.  Segundo um estudo feito pela empresa eMarketer, divulgado em junho de 2016, os brasileiros estão em primeiro lugar em toda America latina  bem a frente de México e Argentina, do segundo e terceiro lugar respectivamente.

Segundo o estudo, o Brasil tinha 78,1 milhões de pessoas acessam uma rede social ao menos uma vez por mês. Já em 2014, número que subiu para 86,5 milhões em 2015 (crescimento de 10,7%) e alcança a metade de 2016 com 93,2 milhões (aumento de 7,8%).

Anúncios