Ministério da Saúde também assegurou que o consumo de carne de vaca é seguro no Brasil

Áudio que circula nas redes sociais,na última semana, vem causado medo a população brasileira. No conteúdo com duração de 5 minutos, são relatadas  historias de pessoas que morreram com a suposta doença da”Vaca loca” segundo informações dadas no arquivo, pelo menos sete pessoas já morreram em Niterói,e tiveram menos de cinco meses de vida após serem contaminadas com o consumo da carne bovina.

Conforme informações do portal do Ministério da Saúde, as medidas de prevenção estão voltadas contra a introdução da doença semelhante ao mal da vaca louca no país. Desde 1998, o governo brasileiro proibiu a importação de derivados de sangue humano doado por pessoas residentes no Reino Unido, além da importação e da comercialização de carne bovina e produtos de uso em saúde cuja matéria-prima seja originada de países que apresentaram casos de encefalopatia espongiforme bovina autóctones.

No entanto, segundo as autoridades, não há, até o momento, qualquer evidência da relação dos casos de Niterói com o consumo de carne bovina, ou seja, não é correto dizer que são casos de “vaca louca”.O Ministério da Saúde também assegurou que o consumo de carne de vaca é seguro no Brasil. “Essas informações que estão circulando nos áudios não são reais. É muito seguro o consumo da carne vermelha de origem bovina no Brasil no sentido do risco de transmissão da doença da vaca louca porque essa doença nunca foi descrita no nosso país”, afirmou Sérgio Nishioka, coordenador geral de doenças transmissíveis do Ministério da Saúde, em entrevista ao Fantástico.

Os boatos levaram também a Vigilância Sanitária do município do Rio a postar no Twitter um alerta de que não há registros de “vaca louca” na capital.

Acompanhe mais informações no vídeo:

Fontes; G1 , OFluminense, A voz de Petrópolis

Anúncios