Música lançada ao grande público no primeiro LP do Capital Inicial, “Veraneio Vascaína” era originalmente parte do repertório do Aborto Elétrico. A música foi composta por Renato Russo e Flávio Lemos, que mais tarde formariam, respectivamente, as bandas Legião Urbana e Capital Inicial. Da banda primordial o Capital herdou, além de “Veraneio Vascaína”, as músicas “Fátima” e “Música Urbana”.

 

Veraneio Vascaína

Cuidado pessoal, lá vem vindo a veraneio
Toda pintada de preto, branco, cinza e vermelho
Com números do lado, e dentro dois ou três tarados
Assassinos armados e uniformizados
Veraneio Vascaína vem dobrando a esquina

Porque pobre quando nasce com instinto assassino
Sabe o que vai ser quando crescer desde menino
Ladrão para roubar ou marginal para matar
“Papai, eu quero ser policial quando eu crescer”

Se eles vêm com fogo em cima é melhor sair da frente
tanto faz, ninguém se importa se você é inocente
Com uma arma na mão eu boto fogo no país
E não vai ter problema,eu sei, estou do lado da lei

Cuidado pessoal, lá vem vindo a veraneio
Toda pintada de preto, branco, cinza e vermelho
Com números do lado, e dentro dois ou três tarados
Assassinos armados e uniformizados
Veraneio Vascaína vem dobrando a esquina
Veraneio Vascaína vem dobrando a esquina
Veraneio Vascaína vem dobrando a esquina.

 

Embora possa parecer obscura a olhos desavisados, o tema da letra, uma crítica à polícia, foi percebido de imediato, o que levou o primeiro disco do Capital Inicial a ter sua venda proibida para menores de 18 anos.

“Veraneio vascaína” é uma referência à viatura mais comum à polícia da época, a Chevrolet Veraneio, pintada nas cores branca, preta, cinza e vermelho, por acaso as mesmas do brasão do clube Vasco da Gama, e com seu número de série nas laterais.

 

Um dos carros mais clássicos das décadas de 70 e 80, a Chevrolet Veraneio mereceu o seguinte comentário na revista Quatro Rodas:

“Apesar do nome que evoca prazer, muita gente tremia ao ver uma delas virando a esquina. Advertência: essas fotos podem provocar frio na espinha, dor no estômago e outros sintomas de ansiedade. É, nem só boas lembranças traz a visão de uma Veraneio. O utilitário da GM ficou estigmatizado pelo período autoritário vivido no Brasil após o golpe de 1964. A Veraneio era o veículo preferido pela polícia e pelos órgãos de repressão. Além dos camburões das polícias Militar e Civil devidamente pintados com as cores das corporações, eram comuns as Veraneio “chapa-fria”, todas modelo básico.” (Sérgio Berezovsky)

O trecho “se ela vem com fogo em cima” se refere às luzes de alerta piscantes nas cores vermelho e laranja, ligadas em complemento à sirene.

Tratando os policiais que ocupavam as veraneios como “dois ou três tarados, assassinos armados, uniformizados”, não é de se estranhar que a música tenha tido a sua execução pública proibida. A proibição teve, porém, o efeito inverso de transformar a mesma em um dos maiores clássicos da banda, ainda hoje executada em praticamente todos os shows.

 

Fonte:

Whiplash.net

Anúncios