O show que Wesley Safadão faria no São João de Caruaru no próximo sábado, dia 25, foi suspenso pelo juiz José Fernando Santos de Souza, da 2ª vara local. A decisão foi tomada após ação popular movida em decorrência do cachê de R$ 575 mil destinado ao cantor. No processo, o juiz determina que a prefeitura da cidade pernambucana não efetue qualquer pagamento à produtora do artista, enquanto a prefeitura informa que vai recorrer da decisão.

Segundo o processo, uma ação popular é um “meio constitucional para a obtenção de invalidação de ato administrativo ilegal e lesivo ao patrimônio público, e tem como objetivo a proteção de interesses difusos e coletivos”. O cachê estabelecido para a participação do cantor é 85% maior do que o recebido por ele no ano anterior.

O valor do cachê de Wesley Safadão, bem como de outros artistas que participarão do evento, orçado em R$ 13 milhões, também está sob investigação do Ministério Público, sob suspeita de superfaturamento.

 

Fonte: O Globo

Anúncios