Início

Deixe um comentário

<a data-flickr-embed=”true” href=”https://www.flickr.com/photos/124259163@N07/albums/72157687974092304&#8243; title=”Orgulho LGBT”><img src=”https://farm5.staticflickr.com/4486/37695158596_b1383d6b41.jpg&#8221; width=”500″ height=”281″ alt=”Orgulho LGBT”></a>//embedr.flickr.com/assets/client-code.js

Anúncios

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O Papa Francisco escreveu mais um apelo na tarde de hoje (19) em seu twitter. O líder da Igreja Católica pediu para que as pessoas de todo o mundo buscasse encontrar soluções para os refugiados, os pobres, as vítimas da escravidão moderna e que promovessem a paz. O tuite do Papa rendeu mais de quatorze mil retuites ao redor do mundo.

Já faz algum tempo que o Papa utiliza a rede social para difundir a cultura da paz. Porém, nos últimos dois anos, a frequência de postagens vem aumentando. Pode-se dizer que isso estaria ligado aos últimos acontecimentos que assola o mundo. Ele deixa isso evidente no conteúdo que escreve, pois está sempre atento ao que acontece, seja pedindo orações para os recentes bombardeios na Síria ou pelo último furacão, Irma, que devastou  parte das ilhas caribenhas e costa sul dos Estados Unidos.

Contudo, Papa Francisco parece dar uma atenção especial aos refugiados da Síria. Na última sexta-feira(15), ele transmitiu um pronunciamento via twitter direto da varanda da Basílica de São Pedro, no Vaticano, em que dizia que a situação dos refugiados e o aumento da imigração “é a maior tragédia depois da Segunda Guerra Mundial” e finalizou afirmando que “todos devem praticar a caridade com as vítimas da guerra na Síria, dando hospitalidade e acolhimento”. Com isso, a transmissão se transformou em trend topics (assuntos mais comentados da rede social).

Tendo em vista que as redes sociais é uma forma de aproximar as pessoas de qualquer lugar do mundo, que estas passam a maior parte do tempo conectadas e que há uma aumento gradativo de usuários, o Papa deixa claro que não quer ficar de fora dessa tendência, aproveitando a oportunidade para deixar a sua mensagem simbólica para os milhares de seguidores o seguem.

 

 

 

 

//platform.twitter.com/widgets.js

Títulos de notícias

Deixe um comentário

Vacina contra febre aftosa começa a ser distribuída na região Norte de Nordeste (Informativa)

1- A segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa de rebanhos bovinos e de búfalos começou este mês, em seis estados brasileiros, Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Roraima. No mês que vem, a imunização será estendida a outras 16 unidades federa- tivas: Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Gros- so do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rondônia, São Paulo, Sergipe, Tocantins e o Distrito Federal.

 WWF – Brasil realizou protesto no Cristo Redentor em defesa dos mananciais, das floresta e pelo acesso à água potável para todos. (Identificativa)

2- A ONG ambientalista WWF-Brasil realizou, na manhã deste domingo (13), um ato no Cristo Redentor, em defesa dos mananciais, das florestas e da promoção do acesso à água potável para brasileiros hoje excluídos desse direito universal. Uma torneira jogando água num balde inflável de quase 15 metros de altura foi montada aos pés da estátua do Cristo Redentor, um dos símbolos turísticos do país, para chamar a atenção da sociedade e dos governantes.

nicolas-maduro_0

“Um povo e uma força armada (venezuelanos) mostrarão ao mundo do que são capazes”, afirmou Nicolas Maduro

3-  (Apelativa) O presidente Nicolas Maduro advertiu nesta quarta-feira (17) , falando em seu programa semanal Alô, Presidente”, que se a ameaça que pesa sobre sua vida se concretizar, isso acelerará a revolução bolivariana. “Um povo e uma força armada (venezuelanos) mostrarão ao mundo do que são capazes”, afirmou.

Correios lança novo serviço para quem utiliza a escrita Braille (Informativa)

4- Entra em operação hoje (17) um novo serviço dos Correios: a transcrição gratuita de correspondências do Braille para a escrita comum e vice-versa. Com o serviço, deficientes visuais de todo o país poderão enviar e receber suas correspondências na linguagem desenvolvida especialmente para elas – o código Braille.

A assessoria de imprensa da ECT informou que, durante a cerimônia, o deficiente visual Mário Alves de Oliveira, criador do sistema, fará a leitura de uma carta endereçada a Hélio Costa, ministro das Comunicações”.

Rio de Janeiro vai sediar a Conferência Regional Ministerial da América Latina e Caribe (Identificativa)

5- De 8 a 10 de junho, o Rio de Janeiro vai sediar a Conferência Regional Ministerial da América Latina e Caribe, um encontro preparatório para a segunda fase da Cúpula Mundial da Sociedade da Informação. Além do Brasil, mais 32 países participam do evento.

Mulher morre ao subir o Monte Everest com o marido numa expedição no último fim de semana. (Identificativa)

ela foi a segunda pessoa a morrer na montanha mais alta do mundo nesta expedição.

6- A australiana Maria Strydom morreu ao subir o Monte Everest com o marido numa expedição no último fim de semana. A professora, de 34 anos, queria completar a missão para provar que “veganos não são fracos”, mas sentiu-se mal na descida do cume com Robert Gropel, e não resistiu às complicações respiratórias. Segundo o jornal “Sydney Morning Herald”, ela foi a segunda pessoa a morrer na montanha mais alta do mundo nesta expedição.

 

 

 

Deixe um comentário

Na manhã de hoje (30), uma baleia foi salva pela Marinha depois de ficar encalhada durante cinco horas, na Praia do Cumbuco, a 30 quilômetro de Fortaleza, no Ceará.

Garça agoniza depois de ter sido vitima do vazamento de óleo da Plataforma TR-4 da Petrobrás, no Guarujá, litoral de São Paulo, na manhã do último domingo (07).

Nesta quarta-feira (15), um grupo de franceses protestaram, no centro de Paris, contra o ataque terrorista sofrido pelo Jornal Le Monde no último domingo.

A primeira Pedalada Pelada aconteceu neste domingo (07), na Avenida Paulista, em São Paulo. A manifestação tem o intuito de conscientizar as pessoas a respeito das emissões de gás carbônico e mais respeito aos ciclistas.

Depois da construção da Usina de Belo Monte, em Altamira, no estado do Pará, pescadores do Rio Negro sofrem com a mortalidade constante dos peixes.

Ação de combate às drogas faz governo do Vietnã colocar exercito para fiscalizar plantação de papoula. Um dos princípios ativos da flor estava sendo usada para fabricação heroína.

Vulcão entra em erupção na manhã desta sexta-feira(03), nas Ilhas Virgens, no Caribe. População que mora perto do vulcão foi retirada para um local seguro.

Em evento organizado pelo Guiness Book, na Cingapura, maior e menor homem do mundo se encontram pela primeira vez.

Na China, mulheres camponesas carregam até 50 quilos nas costas durante colheita de grãos, que ocorre sempre no verão, entre os meses de agosto e novembro.

Nesta quinta-feira (11), a Organização das Nações Unidas (ONU) pediu, durante pronunciamento no canal CNN, reforço de forças armadas de outros países para guerra civil do Haiti.

Minicarro elétrico dobrável é lançado na Coreia

Deixe um comentário

 

 

Armadillo-T, a foldable electric vehicle, folds up its rear at the Korea Advanced Institute of Science and Technology in Daejeon

O minicarro coreano foi criado para economizar espaço nos estacionamentos das grandes cidades. (Foto: Divulgação)

Um minicarro elétrico dobrável, chamado de Armadillo-T, foi lançado nesta segunda-feira (28) na Coreia do Sul, durante o IV Salão Internacional de Carros Asiáticos. O principal diferencial do automóvel é dobrar-se ao meio, com intuito de economizar espaço nos estacionamentos das grandes cidades. A inspiração para o designer arredondado e dobrável do veículo veio do Tatu-Bola, animal oriundo da caatinga brasileira que se protege dos pedradores através de uma carapuça.

Os engenheiros sul-coreanos Kadashi Okio e Ikesaki Assaoka foram os inventores do Armadillo-T que, para terem a criação materializada, contaram com o apoio do Ministério da Terra, Infraestrutura e Transportes, da Agência de Infraestrutura Tecnológica da Coreia e financiamento e fabricação do Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia da Coreia do Sul (KAIST). “O Tatu-T é um veículo eco eficiente que não vai só reduzir as emissões de carbono, mas também ajudar a diminuir a quantidade de espaçonecessário para estacionar um veículo”, afirma Kadashi.

Armadillo-T 1

O Armadillo-T foi um dos lançamentos mais aguardados do IV Salão de Carros Asiáticos. (Foto: Divulgação)

Dobrado, o carro-tatu-bola passa de seus 2,8 metros originais para 1,65, cabendo em qualquer canto. O minicarro também conta com um aplicativo que pode ser baixado no celular, com intuito de ajudar o motorista a estacionar fora do volante, à distância, fazendo-o girar até 360°.  “Assim, o usuário não precisa ser bom de manobras: é só descer do carro, dobrá-lo e ver se ele cabe no espaço disponível. O aplicativo foi criado para economizar tempo e facilitar a vida dos motoristas”, conta Ikesaki.

Quando desdobrado e em movimento, o Armadillo-T é um carro elétrico verdadeiramente 4×4, com quatro motores, um dentro de cada roda, acionados por um conjunto de baterias de íons de lítio de 13,6 kWh.

A colocação dos motores nas rodas é uma opção tecnicamente muito eficiente, além de facilitar a “dobradura” do carro-tatu. Com 450 kg vazio, o Armadillo-T pode levar duas pessoas e atingir uma velocidade máxima de 60 km/h. Uma carga completa das baterias dá uma autonomia de 100 km.

 

 

 

Suposta pressão de Geddel sobre esposa de Funaro é fato ‘gravíssimo’, diz juiz

Deixe um comentário

Na decisão que determinou a prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, afirmou que a suposta pressão que o peemedebista exerceu sobre a esposa do doleiro Lúcio Funaro é um fato “gravíssimo”.

Geddel foi preso nesta segunda-feira (3) acusado de agir para atrapalhar investigações da Operação Cui Bono, que apura fraudes na liberação de crédito da Caixa Econômica Federal – o ex-ministro foi vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa entre 2011 e 2013, no governo Dilma Rousseff.

Blog do Camarotti: Planalto é surpreendido com prisão de Geddel, mas não crê em delação
A investigação, que se concentra no período em que Geddel ocupou o cargo, teve origem na análise de conversas registradas em um aparelho de telefone celular apreendido na casa do então deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
O Ministério Público Federal (MPF) argumenta que Geddel atuou para evitar possíveis delações premiadas do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e do doleiro Lúcio Funaro, ambos presos pela Operação Lava Jato e também investigados na Cui Bono.
Segundo o MPF, Geddel tentou garantir que Cunha e Funaro recebessem vantagens indevidas para não fazer delação, além de “monitorar” o comportamento do doleiro para constrangê-lo a não fechar o acordo.
Ao decidir pela prisão, o juiz afirmou que o monitoramento feito pelo ex-ministro, junto à esposa de Funaro, é “gravíssimo”, porque a suposta pressão pode “influenciar testemunhas” que irão depor na fase de inquérito da Operação Cui Bono.
“É gravíssimo o recente fato de Geddel Vieira Lima ter entrado, por diversas vezes, em contato telefônico com a esposa de Lúcio Bolonha Funaro, com o intuito de verificar o ânimo do marido preso em firmar acordo de colaboração premiada, o que, segundo o próprio Lúcio Bolonha Funaro causou-lhe estranheza, já que Geddel não costumava ligar para ela, o que pode caracterizar um exercício de pressão sobre Lúcio Funaro e sua família”, afirmou o magistrado na decisão.

“Em liberdade, Geddel Vieira Lima, pelas atitudes que vem tomando recentemente, pode dar continuidade a tentativas de influenciar testemunhas que irão depor na fase de inquérito da Operação Cui Bono, bem como contra pessoas próximas aos coinvestigados e réus presos”, justificou.
Preso o ex-ministro Geddel Vieira Lima, que ocupou Secretaria de Governo no governo Temer
‘Pressão’ de Geddel
No despacho, o juiz federal também afirma que não é a primeira vez que o ex-ministro “tenta persuadir pessoas ou pressioná-las”. Ele afirma que, no pedido de prisão, a Polícia Federal e o MPF relembraram o caso em que Geddel teria pressionado o então ministro da Cultura Marcelo Calero para liberar um empreendimento imobiliário em Salvador.
“Não é a primeira [vez] que Geddel Vieira tenta persuadir pessoas ou pressioná-las, conforme explana a autoridade policial ao mencionar episódio ocorrido há pouco tempo, embora não relacionado com os fatos: ‘Outrossim, Geddel Vieira Lima já deu exemplo de ser capaz de utilizar sua influência política para tentar seu favorecimento indevido, como ocorreu recentemente no episódio que envolveu o ex-ministro Marcelo Calero, em que Geddel, então secretário de Governo da República, valeu-se de sua pública e notória influência para obter decisão administrativa que beneficiaria empreendimento em que havia adquirido imóvel particular, nada impedindo que volte a exercê-la, agora em questão até mais grave'”, relembrou o juiz.

Além da suposta pressão que Geddel estaria fazendo para atrapalhas as investigações, o juiz justifica a prisão ao afirmar que o ex-ministro teria recebido cerca de R$ 20 milhões apenas da J&F em operações ilícitas no esquema de corrupção investigado.
Para o magistrado, solto, Geddel poderia “escamotear/esconder” esse dinheiro, que foi pago por Funaro em espécie. “Ademais, Geddel também tinha atuação direta e sem intermediários com os empresários tomadores de empréstimo […] e é possível que tenha recebido outros valores milionários em apuração”, disse.
“Fazendo-se necessária também aqui a prisão cautelar para que a decisão não possa ‘cair no vazio’ da ineficácia quanto à reparação de dano e devolução dos valores, caso ao final haja processo e sentença eventualmente condenatória (risco à ordem pública)”, explicou o magistrado.
O juiz Vallisney Oliveira afirma ainda na decisão que, segundo depoimentos de outros investigados, mesmo fora da Caixa, Geddel exercicia “indevidamente” papel de comando nas decisões do banco. O magistrado cita que, de acordo com as investigações, o ex-ministro, utilizando-se de sua influência política, “prosseguiu em negociações ilícitas em desfavor da referida empresa pública”.
O ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil) O ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
O ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Busca e apreensão
Ao autorizar a prisão de Geddel, o juiz negou pedido do Ministério Público para realizar busca e apreensão nos endereços do ex-ministro.

Ele explicou que, em dezembro do ano passado, tal medida já havia sido realizada a pedido do MPF e que a autorização de novas buscas seria uma repetição de sanção, o que é “desnecessário”.
Ele, porém, autorizou que a PF apreendesse os celulares de Geddel “pela necessidade de se buscar elementos quanto à sua atuação a que se referem estes autos, no que pertine a contatos com esposa do réu Lúcio Funaro (operação Sépsis) e investigado na Operação Cui Bono”.
Além da apreensão dos aparelhos, Vallisney também retirou o sigilo telefônico dos celulares do ex-ministro.

Fonte: G1

Older Entries