Ceni descarta Atlético/MG e fica no Fortaleza até o fim da temporada

 

Técnico recusou a proposta do Galo e vai seguir contrato com o Leão para disputa da Série A do Brasileiro

image (1)Rogério Ceni fica no Fortaleza para a sequência da temporada. Após contato do Atlético/MG, o técnico descartou a proposta e vai seguir no Leão para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro, cumprindo contrato até dezembro de 2019.

Durante a negociação, o treinador chegou a conversar com o diretor de futebol do Galo, Rui Costa, mas resolveu permanecer na equipe cearense por questões pessoais, uma vez que está preocupado com o pai, Eurydes, internado desde a semana passada por complicações de saúde. Presidente do Fortaleza, Marcelo Paz negou que o Atlético/MG tenha o procurado para tratar sobre Ceni, ressaltando também que o técnico não informou sobre qualquer interesse.

Campeão da Série B do Brasileiro e do Campeonato Cearense com o Fortaleza, Ceni é especulado no Atlético/MG desde junho do ano passado, quando foi procurado, mas não chegou a um acordo. A nova investida aconteceu após o técnico Tiago Nunes, do Athletico/PR, recusar uma oferta do Galo.

“O que eu tenho é o Fortaleza e minha cabeça é voltada ao Fortaleza. Fico muito feliz que tenham dito que eu e o Tiago Nunes somos treinadores que qualquer clube gostaria de ter, é legal você estar no Nordeste, no Ceará, e ouvir isso de outro centro do país”, declarou Ceni após a vitória no Clássico-Rei último domingo (21).

O técnico se reapresenta nesta quarta-feira (24) e dará treino no CT Ribamar Bezerra, em Maracanaú.

Retrospecto

O treinador foi anunciado no Fortaleza em dezembro de 2017 e participou das reformas no CT Ribamar Bezerra, em Maracanaú, e da montagem do elenco para a temporada seguinte, quando faturou o primeiro título nacional do clube na história. A proposta do Leão era até o fim da Série B, mas foi extendida por mais um ano.

Sob o comando de Rogério Ceni, o clube disputou 84 partidas, com 47 vitórias, 16 empates e 21 derrotas – aproveitamento de 62,3%. Na atual temporada, a equipe foi campeã Estadual, está nas semifinais da Copa do Nordeste, contra o Santa Cruz, e estreia pelo Brasileirão no domingo (28), enfrentando o Palmeiras, em São Paulo.

 

FONTE: Diário do Nordeste

Final do Campeonato Cearense é definida neste domingo (21) no em mais um clássico rei

img_9038_2.jpg

Na tarde deste domingo (21) acontece a 105ª edição da final da taça estadual de futebol na arena castelão, em campo estarão as duas equipes mais rivais do futebol cearense, Fortaleza e Ceará.

O Fortaleza tem a vantagem de vencer até se o resultado for de 1×0 para o Ceará, já o Ceará para levar o grande prêmio precisa ter pelo menos 2 gols de diferença. As duas equipes se encontram com desfalques em seus times, o Alvinegro não conta com o lateral Thiago Carleto, o jogador foi expulso no primeiro jogo da decisão, já o time tricolor conta não só com um mais com dois desfalques, Júnior Santos e Éderson, Júnior foi expulso no jogo de ida na semana passada e Éderson está com uma lesão no joelho.

Além de toda a rivalidade que estes clubes enfrentam, este é o ano que completa o centenário do clássico rei e quem conseguir vencer a competição entrará pra história não só como campeão cearense, mas como um grande dia pois o vencedor será coroado no ano em que estão juntos na Série A do Campeonato Brasileiro, uma conquista gigante, como serão o vencedor e seu adversário.

ENVELOPAMENTO
(Nariane Gomes)

FONTES:
O POVO
DIÁRIO DO NORDESTE 
TRIBUNA DO CEARÁ

Fortaleza tem redução de 59,6% no número de assassinatos nos três primeiros meses do ano O resultado é comparado com o mesmo período do ano passado

_mg_7161-2044116.jpg

O primeiro trimestre de 2019 terminou com redução de 59,6% no total de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) em Fortaleza, quando comparado ao mesmo período do ano passado. Levando em conta apenas o mês de março, a diminuição chegou a 51,9% – passando de 133 para 64 casos na Cidade. A Capital chegou, assim, ao 13º mês de queda no total de homicídios.

Os CVLIs são os homicídios dolosos, lesões corporais seguidas de morte e roubos seguido de morte (latrocínio).

O secretário da Segurança Pública do Ceará, André Costa, afirmou que “quase a totalidade” dos homicídios é causado pela rivalidade dos grupos criminosos. “A gente continua infelizmente com esse clima de disputa entre eles”, considerou.

Costa ainda atribuiu a diminuição da violência a um trabalho de integração, com participação das prefeituras. “Temos diversos fatores que influenciam na violência e boa parte deles está a cargo das prefeituras. Algumas áreas estão muito degradadas, é preciso melhorar a urbanização e a conservação pública”, acrescentou.

As informações foram divulgadas em entrevista coletiva, na manhã desta quarta-feira, 10, pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Dados do Ceará

As estatísticas indicam que, no Ceará, o número também teve redução: 56,6% em relação aos três primeiros meses do ano e 54,3% em relação ao mês de março, na comparação com 2018.

A Região Metropolitana de Fortaleza registrou a maior redução do primeiro trimestre entre as regiões, de 60,1%.

Roubos e Furtos

Em Fortaleza, os Crimes Violentos contra o Patrimônio 1 (CVPs 1), que incluem roubos à pessoa e de documentos, tiveram redução de 25,4% no primeiro trimestre de 2019. No Estado, caiu 24,8%.

Já em relação a crimes que envolvem roubos à residência, de veículos, de carga e com restrição da liberdade da vítima (CVPs 2), houve uma queda de 49,4% no Estado.

Considerando apenas a Capital, o resultado chegou a 59,1% de diminuição.