Inicial

ATIVIDADE 10 – EU SOU MEU PRÓPRIO LAR

Deixe um comentário

Anúncios

ATIVIDADE ILLUSTRATOR

Deixe um comentário

CHAMADA PARA SITE

Deixe um comentário

No litoral leste do Ceará você encontra as melhores peças de cerâmica em barro, ideal para presentear amigos e familiares nas festas de final de ano

Marketing de Influência é apontado por professor Gabriel Bonadies como a nova tendência do Marketing Digital

Deixe um comentário

O professor Gabriel Bonadies disse em palestra na quarta-feira da última semana (24/10), na Av. João Pessoa, na Instituição de Ensino Superior-Faculdade Cearense, sobre as novas tendências do Marketing Digital na atualidade. O Marketing de Influência é considerado hoje um dos maiores meios de divulgação para vendas de produtos. Segundo dados da Bloomberg, 255 milhões de dólares são investidos em marketing de influência mensalmente.

O Marketing de Influência é uma abordagem feita por marcas através de pessoas que exercem influência e liderança nas mídias sociais. Antigamente esse tipo de Marketing estava associado a celebridades globais, porém hoje em dia esse segmento está muito mais relacionado com o tanto de seguidores que essas pessoas possuem. “Antes nós achávamos que só famosos podiam ser influencers, mas hoje qualquer pessoa pode ser um influenciador nas mídias, vocês mesmos podem ser um”, afirma Gabriel Bonadies.

Existe uma divisão para os influenciadores, de acordo com a quantidade de seguidores que cada pessoa possui, no caso do Instagram por exemplo, existem três divisões: Nano-Influencier, Micro-Influencer e Influencer. Os Nanos são pessoas que possuem de 1.000 à 10.000 seguidores, os Micros são aqueles que possuem de 10.000 à 100.000 seguidores e os Influencers são aquelas pessoas que possuem acima de 100.000 seguidores. De acordo com a demanda de cada marca e empresa, existe a busca desses influencers para contrata-los.

O Micro Influencer cearense, Ramon Oliveira, produz conteúdos de comédia para o seu Instagram. Suas postagens são voltadas para o publico jovem e através da ferramenta stores ele mostra seu dia a dia, fazendo piada sobre as situações adversas que lhe acontecem. No seu feed pessoal ele publica sobre determinados produtos, muitas vezes promovendo promoções e sorteios para chamar mais atenção ainda para a marca. ” Cada marca tem uma maneira de ser divulgada, isso vai variar de acordo com o segmento e público que aquela marca se enquadra. Mas é sempre importante mostrar o produto de forma a tornar conhecido” afirma Ramon Oliveira.

ATIVIDADE 8 – Entrevista: O Rappa

Deixe um comentário

Entrevista: O Rappa

Em 1993 uma banda de apoio foi criada para acompanhar o cantor internacional de reggae Papa Winnie em uma turnê pelo Brasil, com o termino da turnê os quatro integrantes buscaram um novo vocalista para fazer parte da banda. Nesse momento Nelson Meirelles, Marcelo Lobato, Xandão e Marcelo Yuka, resolveram colocar um anuncio no jornal O Globo em busca do “bendito” vocalista.

Marcelo Falcão lendo o anuncio no jornal se interessou bastante pela proposta dos músicos, principalmente pela admiração por Nelson Meirelles, baixista da banda. Falcão se inscreveu e passou por várias seleções que lhe levaram a ser o grande vencedor dessa busca. A banda então surgiu e o nome se deu logo depois, já que eles queriam passar para o público o conceito de contrabando de ideias, então nasceu o nome O Rappa.

O Rappa lançou seu primeiro álbum em 1994, mas não teve tanto sucesso, e foi o único disco com Nelson Meirelles, que abandonou a banda por motivos pessoais, e foi substituído por Lauro Farias. Os próximos álbuns da banda trouxeram músicas com letras fortes e narrativas baseadas na realidade, suas canções que fizeram o grupo estourar nacionalmente. Foram produzidos 13 (treze) álbuns ao longo desses 25 (vinte e cinco) anos de carreira. As músicas “Me Deixa” do álbum “Lado B Lado A”, “Rôdo Cotidiano” do álbum “O Silêncio Q Precede o Esporro” e “Na Frente do Reto” do álbum “Acústico MTV”, ganharam Cd de Platina, já a música “Minha Alma” do álbum “Lado B Lado A”  ganhou Cd de Ouro.

Os músicos da banda possuem estilos diferentes e personalidades mais diferentes ainda, em 2009 por causa de um desentendimento entre Falcão e Xandão a banda desmontou no fim daquele ano. Falcão seguiu em um projeto solo, com os Locomotivos. Em 2011 o quarteto retornou a carreira. Foram quatro álbuns lançados após o retorno. No final do ano passado (2017) o grupo anunciou que O Rappa após a sua ultima turnê do álbum Nunca tem Fim iria, a banda iria acabar de vez.

Para alegria dos fãs, O Rappa resolveu abrir uma exceção deixando as chateações e as diferenças de lado entre os integrantes para vir se apresentar no dia 08 de dezembro em Fortaleza. Na volta do Festival Ceará Music 2018, a banda visitará a cidade para receber uma homenagem da Secretaria de Cultura do Governo do Estado por sua contribuição à música brasileira. Será a última apresentação do grupo.

O objetivo é você entrevistar os quatro integrantes da banda, no dia do show, abordando sobre essa apresentação exclusiva para os fãs de Fortaleza e sobre o término definitivo da banda. Fale sobre os 25 anos de carreira e não se esqueça de falar também sobre homenagem recebida pelo grupo. Converse também com os fãs da banda, veja o que eles acham sobre o término definitivo da banda.

Abaixo algumas sugestões de perguntas:

1- Vocês vieram da periferia do Rio de Janeiro e emplacaram sucessos com letras de cunho social que leva para seus fãs reflexões sobre a  realidade do nosso país, sendo muitas vezes tachados de músicas de protesto. De que forma vocês acham que esse titulo contribuem ou desfavorece para o reconhecimento da banda?

2- Sobre as produções das canções, as letras foram escritas pensadas em trazer realmente essas reflexões sociais, ou foi algo que surgiu de acordo com o que os compositores escreviam?

3- Um dos grandes marcos da banda é a utilização de sons diferenciados nas músicas, como no álbum Acústico MTV e 7 Vezes que vocês utilizaram os sons de tamancos que marcaram a acústica das músicas. Como surgiu a ideia de vocês trazerem outros sons para as produções musicais de vocês?

4-  Em alguns álbuns vocês passaram anos pesquisando e produzindo as canções, como no  O Silêncio Q Precede O Esporro, 7 Vezes e Nunca tem fim. Como foi para fazer a seleção das músicas para entrar no álbum?

5- Acredito que a escolha do O Rappa para a Secretária do Estado do Ceará está muito ligada a questão da popularização de uma banda dos anos 90 que ainda permanece emplacando sucessos e trazendo consigo reflexões para o rock, raggae e MPB nacional. O que essa homenagem significou para vocês?

6- Ainda sobre o assunto anterior, de que forma a homenagem contribuiu para vocês se reunirem novamente e decidirem fazer um último show em Fortaleza, sendo que não estava nos planos de vocês?

7- Além do Brasil vocês também possuem um sucesso internacional, não é atoa que vocês fizeram três turnês internacionais ao longo desses anos de carreira. Como foi essa experiencia desses shows, como vocês mesmo falam, na gringa?

8- O Rappa se tornou o grupo que mais venceu o prêmio MTV Brasil, ganhando 13 prêmios no total, sem falar dos 3 discos de Prata e 1 disco de Ouro ao longo da carreira. O que esses prêmios representam para vocês?

09- Em média vocês chegavam a fazer oitenta shows por mês, tendo espalhado pelo país vários fãs, são vinte e cinco anos de carreira e nós queremos saber o por que O Rappa está acabando?

10- Vocês conhecem a geração de fãs que vocês criaram no país, não existe uma faixa etária de idade, muitos acompanham vocês desde o inicio em 93 e outros lhe conheceram com o seu ultimo trabalho. Esses fãs podem esperar o retorno da banda, ou seja, um não fim?

 

A banda seguiu em turnê até abril desse ano com o álbum Acústico Oficina Francisco Brennand

 

As bandas SOJA (Jacob Hemphill) e O Rappa (Marcelo Falcão) tocaram juntos em 2013 no Summer Break Festival em Curitiba

 

Lançado em 1994 o álbum de estréia levou o nome da banda como titulo, “O Rappa”

 

O álbum “O Rappa – Perfil” reúne algumas das melhores músicas do grupo. Merecem mais destaque: “Minha Alma”, “Rodo Cotidiano”, “O Que Sobrou do Céu”, “Hey Joe”, com Marcelo D2 e “Me Deixa”

 

Após pausa da banda, Marcelo Falcão anuncia carreira solo “Vou seguir o meu caminho”

Older Entries