Início

Canindé: trajetórias e encantos religiosos

Deixe um comentário

Canindé: trajetórias e encantos religiosos

 

Canindé dista a 114 km de Fortaleza, sua trajetória confunde-se com a história do culto a São Francisco das Chagas. A cidade é um dos principais polos da religiosidade popular cearense e nordestina, abriga o segundo maior santuário franciscano do mundo. Logo ao entrar na cidade observa-se a presença do santo que também se estende por todos os lugares, quer seja nas imagens, fitinhas e fachadas das lojas. O local atraí pessoas vindas de todos os lugares do Brasil, especialmente do nordeste para agradecer as graças obtidas.

História

No ano de 1758, Franciscanos da Ordem Terceira, vindos de Recife, iniciaram suas missões nessa localidade, afim de catequizar o povo.  Em 1775, o sargento-mor português, Francisco Xavier de Medeiros (fundador da cidade), estabeleceu-se as margens do Rio Canindé e logo iniciou uma capela dedicada a São Francisco das Chagas, fato histórico e religioso.

O templo terminou de ser construindo em 1796, após várias interrupções jurídicas e também por causa das secas, sobretudo, de 1777 e 1793. A primeira imagem foi carinhosamente chamado de São Francisquinho, datada de 1775 e vinda de Portugal. Hoje, ela encontra-se a veneração no lado esquerdo da porta de entrada e exposta em público na procissão do dia 4 de outubro.

A cidade foi crescendo devido ao grande fluxo de romarias. Em 1817, de povoado foi elevada à categoria de Vila e carregou o antigo nome de São Francisco das Chagas de Canindé. Uma parte foi desmembrada de Fortaleza e a outra de Quixeramobim. No ano seguinte o seu território foi demarcado as margens do Rio Canindé.

Visão Panorâmica da Cidade de Canindé, vista da Imagem de São Francisco.

A sua fundação ocorreu em 29 de julho de 1846. A emancipação política veio após a divisão do território provinciano pelo presidente da Província do Ceará, Ignácio de Vasconcelos. Em 25 de agosto de 1914 pela Lei Estadual nº 1.221, passou de Vila à cidade. A partir daí, o seu vasto território cresceu e deu origem a outros municípios tornando-se referência em múltiplos aspectos na região.

Em números

A expectativa do IBGE é que a população chegue esse ano a 77.514 habitantes, o 11º maior contingente populacional do Estado. A sua extensão territorial absoluta é 3.218,5 km², 149, 73 de altitude com densidade demográfica de 23,14 hab/km². Ele faz limites com 13 municípios (Paramoti, Caridade, General Sampaio, Tejuçuoca, Irauçuba, Itatira, Choró, Madalena, Santa Quitéria, Sobral, Mulungu, Aratuba e Itapiúna).

 Curiosidade

No período da festa de São Francisco que acontece no período de 24/09 à 04/10 são recebidos cerca de 2,5 milhões de romeiros e visitantes.  A Secretaria de Turismo do Estado realizou em 2010, uma pesquisa para traçar o perfil do romeiro e constatou que: “a maioria é do Ceará, sexo masculino, casado, aposentado, mais de 51 anos, cursou o ensino fundamental é pagador de promessa, viaja com a família de ônibus e se hospeda em casa alugada, passa três dias em média e gasta R$ 126,69 com transporte e alimentação”. A principal fonte de renda do município é o turismo religioso que aciona várias cadeias produtivas, especialmente a de artigos religiosos.

Pontos turísticos

Falando-se numa cidade religiosa, os seus atrativos são desse âmbito. O principal espaço religioso é a Basílica, situada no Centro, inaugurada em 1915, é uma joia da arte nordestina, para o sacristão Aglairton Agostinho, 35, o templo “é o coração da cidade, quando chego aqui meu coração se renova”.

Basílica de São Francisco, cartão postal de Canindé, local que recebe milhares de romeiros.

Outros locais são: a Casa dos Milagres, onde os devotos depositam os ex-votos. As igrejas, das Dores e Cristo Rei são paradas obrigatórias; o Museu Regional São Francisco que cobra uma taxa de R$ 1,00 para entrada; o Zoológico possui diversos mamíferos, répteis e aves, dentre os mais procurados estão, o casal de urso, leão, leoa e a onça pintada.

Os monumentos religiosos identificam a vocação da cidade romeira e perpetuam a sua memória histórica e afetiva de seu povo. A Praça dos Romeiros é um desses espaços, maior anfiteatro a céu aberto do nordeste, abriga 110 mil pessoas. Esse logradouro é palco das maiores festividades canindeenses (coroação de Nossa Senhora, novenas de São Francisco e o natal). A estátua de São Francisco encanta a todos pela sua imponência e beleza, ela mede 30,25 de altura é maior que o Cristo Redentor no Rio de Janeiro.

Canindé é portanto uma cidade cheia de encantos e belezas de povo simples e acolhedor. Traz em sua marca a romaria que traz consigo um povo marcado pela fé e alegria. Vindos de carro, cavalo, ônibus, pau-de-arara ou até mesmo a pé encontram na “Meca” nordestina alento e esperança em suas vidas.

 Confira abaixo a galeria de imagens:

https://www.flickr.com/photos/161157814@N04/albums/72157661309283747/with/37968823075/

Anúncios

As crianças sírias pedem paz

Deixe um comentário

Os Paralamas que faz sucesso

Deixe um comentário

A história musical de cada época exprime o caráter social de seus indivíduos, os seus dramas e anseios, avanços e retrocessos. Na década de 80 um grupo roqueiro ganhou o coração dos brasileiros, os Paralamas do Sucesso. A banda foi criada em 1982, no Rio de Janeiro de amigos que se conheceram na capital Federal.

Os primeiros integrantes foram Herbert Vianna (guitarra e voz), Bi Ribeiro (baixo), Vital Dias (bateria) substituído por Barone. Os Paralamas é uma das bandas que faz mais sucesso no Brasil. É valido salientar que eles abriram os caminhos para  outros grupos em sua época tais como Legião Urbana, Kid Abelha e Biquíni Cavadão.

A banda está entre o quarteto do rock nacional ao lado de Barão Vermelho, Titãs e Legião Urbana. Ao longo da carreira estima-se que tenha vendido mais de 5 milhões de discos. O álbum mais vendido é o disco ao vivo: Vâmo bate lata, feito em 1995, vendeu cerca de 1 milhão de cópias.

O grupo virá à Fortaleza participar da volta do Festival Ceará Music 2017, em dezembro próximo. Na ocasião eles serão homenageados pela Secretaria de Cultura do Governo estadual. O mérito se dá pela banda pelo fato da banda possuir um trabalho de incentivo à música com crianças e adolescentes em vulnerabilidade social dos bairros: Jangurussú, Paupina, Pirambu, e Barroso.

A ideia é entrevistar os três componentes do grupo e saber quais as dificuldades ultrapassadas, os objetivos empreendidos ao longo dos 34 anos. Qual a expectativa para a noite de homenagem  e o que acham do trabalho social para o crescimento dos assistidos pelo projeto musical.

Perguntas:

-Qual o momento de maior dificuldade do Paralamas e o que fora feito para sanar tal situação?

-Qual o legado da banda para o rock brasileiro?

-A partir da crise que vivemos no meio musical relacionado o abandono do público pelos cd’s qual a expectativa de disseminação do trabalho musical em outras mídias?

-Estamos vivendo numa era de grandes escândalos no âmbito político. Que contribuições as músicas do grupo podem levar a uma reflexão acerca do assunto?

-Como surgiu o nome da banda?

-O disco Vâmo bate lata, feito em 1995, foi o mais vendido. A que se atribui essa grande aceitação dos fãs?

-No Rio de Janeiro foi onde começou toda a história dos Paralamas, o que a banda tem que mostra o jeito carioca de ser?

-Sobre as turnês internacionais, que aceitação do público em relação ao jeito do grupo fazer rock?

-O Ceará é um Estado de gosto musical predominante o forró o que diria aos seus fãs roqueiros cearenses que vivem numa certa escassez de locais que toquem o rock?

-Qual a expectativa para a estréia no Festival Ceará Music 2017?

 

1986.jpg

Segunda apresentação dos Paralamas nos EUA, Sounds of Brazil, em 7 de setembro de 1986. Da direita para a esquerda, em pé: Bi Ribeiro, David Rudder e Femi Kuti. Agachados: João Barone, Naná Vasconcelos, Herbert Vianna e Arto Lindsay.

 

 

1

Os Paralamas em frente ao Olympia, em 20 de outubro de 1988, véspera da estreia da turnê de Bora Bora.

 

 

 

Paralamas-Rio-Volta-Herbert-Ballroom

Herbert e Barone (ao fundo) em 30 de julho de 2002, no Ballroom, boate carioca, na volta dos Paralamas, após o acidente de Hebert.

2006.jpg

O retorno dos Paralamas numa turnê aos Estados Unidos. A foto é de uma apresentação em 29 de abril de 2006, em Miami com todos os integrantes da banda e fãs.

screen-shot-20170804-at-11.01.41-am-1200x600.jpg

Ensaio da Banda Paralamas do Sucesso, em 5 de agosto de 2017, no estúdio do baterista João Barone, Rio de Janeiro, para o lançamento do novo disco, sinais do sim.

 

 

 

Litoral Cearense – Flickr

Deixe um comentário

Clique no link abaixo para visualizar o álbum Litoral cearense.

https://www.flickr.com/photos/124259163@N07/albums

22538243_1416688905105994_304740345_n

Capa revista

Deixe um comentário

capa-steve.jpg

 

capa da revista jobs 22

 

 

 

Romeiros participam da abertura dos festejos de São Francisco em Canindé

Deixe um comentário

Uma multidão tomou conta da Praça da Basílica para o hasteamento das bandeiras.

festejos abertura 2.gif

Na madrugada deste domingo (24), deu-se início os festejos de São Francisco das Chagas, em Canindé. Desde as primeiras horas do dia muitos romeiros e paroquianos chegavam em caminhada das comunidades rurais e também dos municípios circunvizinhos á Praça da Basílica para prestigiar o hasteamento das bandeiras.

É tradicional a festa canindeense que faz parte do calendário religioso do Estado do Ceará. Para marcar à abertura oficial foram hasteadas as bandeiras do Brasil, Canindé e de São Francisco. A emoção tomou conta das pessoas sobretudo, quando o pendão de Francisco subia no mastro, balançada pelo vento os devotos choravam e pediam a intercessão do santo.

Entre cantos, vivas e foguetes a multidão se alegrava, enquanto isso frei Jonaldo, animador dos festejos, pedia que todos se abraçassem e tivessem uma feliz festa. Canindé é famosa por abrigar o maior santuário franciscano das Américas e a segunda maior romaria franciscana do mundo atrás apenas de Assis, Itália.

Festa-de-São-Francisco-Hasteamento-da-Bandeira-1-768x432

Romeiros demonstram sua devoção a São Francisco e disputam um lugar para tocar na bandeira minutos antes do hasteamento. (Foto: Diário do Nordeste)

O tema que norteará a festividade será: “Francisco restaura a minha Igreja”!  Segundo a tradição o santo rezava na Capela de São Damião e escutou de Jesus o mandado de reconstruir a Igreja que estava em ruínas. E assim ele fez! A escolha do desse tema está em consonância com o bicentenário da criação da Paróquia.

Todos os dias acontecerão celebrações às 6h, 7h, 9h, 11h, e 16h. De 24/09 à 03/04, às 17:30h, ocorrerá a procissão com o painel de São Francisco saindo do lado da Basílica em direção a Praça do romeiro onde acontecem as novenas. A romaria encerra no dia 05 de outubro, 12h, com o arreamento das bandeiras na Praça da Basílica.

 

 

 

Fonte: Diário do Nordeste, Santuário de Canindé e CNEWS.

Lula emite nota no twitter sobre denúncia na Operação Zelotes

Deixe um comentário

O ex-presidente  Lula usou sua conta no twitter para se pronunciar sobre a nova denúncia na Operação Zelotes.

 

A assessoria do ex-presidente Lula publicou nas redes sociais uma nota à imprensa sobre nova denúncia do réu na Operação Zelotes o texto diz que  a acusação é “sem sentido ou provas”. O Juiz da 10ª vara de Brasília acusa Lula de prorrogação de uma política de desenvolvimento regional, criada antes de seu mandato, que garantiu as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste contemplados com 13%dos empregos na indústria automobilísticas e 10% das exportações de veículos. O assessorado, afirma, “querem transformar em crime as boas coisas que Lula fez pelo Brasil”.

//platform.twitter.com/widgets.js

 

Older Entries