Inicial

Criando categorias e blogs

Deixe um comentário

Digite a URL wordpress.com
Login: blogdajor72
senha: Niltonlinsfac

Clique em  “meus sites” no canto superior  à esquerda , e veja se aparece “informaticaaplicadafac”
Depois vá em “Posts do blog” e clique em “adicionar”
Na página que abrir, clique em “Categorias e tags” (do lado direito)
Depois clique em “adicionar nova categoria”
Coloque seu nome e clique em “adicionar”
Agora clique em Fechar no canto superior à esquerda

Selecione um texto (não copie as imagens) na web para ser seu primeiro post (abra um site de notícias como a Agencia Brasil)
Copie o texto e cole no Bloco de notas
Selecione o texto, copie (ctrl + c) e leve-o para o wordpress

Clique “Adicionar” em  Posts do blog
Na janela que abrir preencha o Titulo com o mesmo (título) do texto que você selecionou
No espaço de baixo cole o texto (ctrl + v)
Separe o texto em blocos de 3 a 5 linhas

Agora, do lado direito, clique em Categorias e tags selecione (marque) o seu nome e clique em Publicar (canto superior  direito)
Agora clique no blog e veja se seu post apareceu

Passo 2 – Colocar link
No final do texto coloque o nome do site que você usou
Exemplo => Fonte: Agência Brasil
Selecione com o mouse esse nome e depois clique na corrente que fica no topo da página. Na janela que abrir, clique na catraca, depois no campo “URL” e cole o link do texto que você usou. Em seguida selecione “abrir link em nova aba”, depois em Publicar
O link precisa ficar com a cor azul (ou vermelho – depende do Template). Clique nele para ver se funcionou
obs: para copiar o link, visite a página novamente, selecione a URL dando um duplo clique e copie (ctrl + c)

Passo 3 – Inserir imagens
Abra o google imagens para escolher uma foto relacionada ao assunto que vc postou, ou use a imagem da notícia original.
Clique com o botão direito em cima da imagem e salve-a na área de trabalho (ao abrir a imagem pelo google, veja-a em tamanho completo clicando com o botão direito e depois em “ver imagem”)
Abra seu post em “Posts do blog”.
Clique no início do texto e deixe o curso piscando.
Depois clique em Adicionar mídia, Selecionar arquivo, e selecione a imagem que vc salvou, depois clique em inserir no post.
Para editar a imagem (tamanho, alinhamento, e legenda), clique sobre ela e depois no lápis em miniatura. Agora selecione a opção esquerda, tamanho médio, e insira uma legenda descritiva da foto).  Clique atualizar.

Anúncios

Exercício 1 – Webwriter para jornalistas – como escrever para web

Deixe um comentário

Escrever textos jornalísticos para a web exige a observação de detalhes que ainda são imperceptíveis a muitos jornalistas, especialmente aos que cresceram na era do impresso, ou ainda não se atualizaram com as técnicas relativamente recentes de webwriter.

No Brasil,  o pioneiro nessa área é o jornalista Bruno Rodrigues, autor do primeiro livro sobre o assunto: Cartilha de Redação Web, disponível no site do governo federal (http://epwg.governoeletronico.gov.br/cartilha-redacao).

Na mídia impressa, sabe-se que o padrão de visualização é a chamada leitura em Z. Este define que o olho humano tende a observar uma página começando no canto superior esquerdo, descendo em diagonal até o ponto mais à direita. Depois volta para a esquerda superior e faz um Z pela extensão da folha.

Não é à toa que os logos da maioria das revistas ficam à esquerda, e as manchetes tendem a estar mais ou menos no centro visual. Quem trabalha com publicidade leva essa observação a sério e coloca estrategicamente seus produtos nos locais mais acessados pelo olho humano.

Bom, na internet, o padrão muda. Em vez de uma visualização em diagonal, a leitura passa a ser escaneada, numa espécie de varredura. O site useit.com, especializado em Usabilidade na Internet, comprova esse comportamento de leitura em F – da esquerda para a direita e de cima para baixo, com especial atenção no primeiro e segundo parágrafos.

Em razão dessa leitura superficial, na qual o leitor apenas corre os olhos no texto para extrair o que interessa, detectou-se a necessidade de ajustes com o objetivo de fixar o leitor à tela e deixá-lo navegando o máximo possível pelo site.

Assim sendo, fica fácil entender que, na prática


o primeiro
ponto relevante para atrair a atenção do leitor é o título, que precisa ser chamativo, ou seja, deve comunicar algo de modo rápido. E isso só se faz com o uso de verbos. Não crie suspense ou use figuras de linguagens. Diga logo o que o texto pretende comunicar.

Exemplo:

Lula é preso em São Paulo pela PF
e Não: Polícia federal prende ex-presidente


Segundo
, o jornalista precisa usar os dois primeiros parágrafos para destacar o que é mais relevante. Aqui vale a regra do lead básico, característico da notícia. Também é interessante a inserção de palavras-chaves na parte esquerda da tela, como forma de fisgar o olho do leitor na sua rotina de escanear o texto em F.

Detalhe: diferente do impresso, os parágrafos na web são curtos. Se no impresso eles chegam a mais de oito linhas, na web é usual duas a seis (e com letras grandes, tipo 14 muitas vezes).

Portanto, um lead noticioso ( o quê, quem quando, onde, por que, como) com até três parágrafos é comum no webjornalismo. Um das explicações é que o branco entre as linhas facilita a leitura.

Entre nos sites da Folha, Globo, Estadão e confira esse padrão.


Terceiro
,
o texto para a web é semelhante ao do rádio e televisão quando o assunto é coloquialidade. Seja simples, e use a ordem direta da língua portuguesa – sujeito, verbo e complemento.

Prefira: O presidente do Banco Central, Ilan Goldfaj, dará uma entrevista coletiva aos jornalistas para esclarecer os novos rumos da economia. ( Sujeito + Verbo + Complemento)

Evite: Para esclarecer os novos rumos da economia, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfaj, dará, aos jornalistas, uma entrevista coletiva.

Além de dar logo a informação principal, a ordem direta das frases fará você errar menos na colocação de vírgulas.


Quarto
, seja preciso nas informações. ‘Ontem’, ‘hoje’, ‘amanhã’ não fazem o menor sentido na internet. Quando citar uma data, dê, ao menos, o dia. Ex. Nesta segunda-feira (28), amanhã, terça (29).

‘Na cidade’, ‘na região’, ‘neste país’ também estão incompletos. Como a web é universal, seu texto poderá ser lido em qualquer lugar do mundo. Diga a que cidade, região ou país está se referindo.


Quinto
, use, sempre que possível, imagens em seus posts. E, na hora de salvar a foto, prefira palavras-chaves semelhantes ao título, ou ao tema do assunto tratado no texto. Isso ajudará os buscadores a indexar sua foto e, sempre que alguém procurar uma imagem com nome do seu personagem, ela será mostrada, aumentando a chance de acesso ao site.

Por exemplo: se a foto é do presidente do Banco Central, Ilan Goldfaj, salve-a exatamente com esta apresentação (cargo e nome). Não use números (os buscadores não os reconhecem), nem palavras aleatórias. Trata-se de uma regra usada pelos especialistas em SEO (Search Engine Optimization). Em português, Otimização de Sites.


Sexto
, use formatação. As listas e intertítulos devem ser usados para destacar pontos importantes ou anunciar novos assuntos, assim como se faz no impresso. Lembre-se que o olho do leitor escaneia o texto em busca de algo que chame sua atenção.  Se possível use intertítulos. Negrito e itálico também podem ser aproveitados para destaques.


Sétimo
, use links e faça referências. Os links são a alma da internet. No jornalismo, servem para  prender a atenção do leitor, gerar tráfego, aumentar a interação, e, principalmente, ampliar o conteúdo apresentado. Se bem ‘linkada’ (principalmente para dentro do próprio site), uma pequena notícia pode se transformar em um assunto vasto, com diversas outras notícias indexadas, além de trazer imagens, infográficos, vídeos, etc.

Alguns estudos defendem o uso de links externos. Diz-se que aumentam a credibilidade do site, fazendo o internauta voltar por questão de confiança.

Oitavo, imprima antes de publicar. Você ficará surpreso com a quantidade de erros que deixou passar na tela, mesmo depois de reler várias vezes. O ideal é pedir outra pessoa para corrigir. Ah, leia em voz alta. É isso aí. Falow !

Older Entries