Início

Deixe um comentário

Atualmente, o Twitter é uma das redes sociais mais utilizadas no mundo. O blog oficial da empresa informa que possui mais de 313 milhões de usuários, e 1 bilhão de visitas únicas por mês, dados de julho de 2016. Segundo o Portal G114, o Brasil é um dos cinco principais mercados para o Twitter no mundo, com um crescimento de 139% nos rendimentos do país, e 40,7 milhões de contas.

O site trabalha com envio de “tweets” (atualizações) de até 140 caracteres em resposta à pergunta “O que você está fazendo?”. No entanto, seus usuários não usam o espaço apenas para responder a indagação, o que demonstra diferentes apropriações, dentre elas à prática do jornalismo (Mischaud, 2007; Honeycutt & Herring, 2009).

Segundo COMM (2009) profissionais da imprensa, em países onde a ferramenta está disponível, usam a plataforma para diversos fins: divulgar notícias em primeira mão, encontrar fontes de informação, monitorar a repercussão e os desdobramentos de suas matérias e de veículos concorrentes, dentre outros.

“É uma ferramenta que em pouco tempo se tornou vital para a realização de reportagens e ainda – muito especialmente – para promover a aproximação entre leitores e veículos” (COMM, p.57, 2009) Ross Dawson15 (In Caselli e Pimenta, 2011, p.05), especialista em negócios online e tecnologia, vê o impacto do Twitter no jornalismo a partir de cinco pilares:

 1. O Twitter tem uma função no plantão noticioso, no fato ‘aqui e agora’ por ampliar o alcance de nossas percepções. O que vemos, ouvimos e pensamos pode ser dito (twitado) com instantaneidade a milhões de pessoas conectadas no mundo.

2. Apesar de nem toda informação transmitida via Twitter ser confiável, é interessante considerar dados iniciais que podem ser checados e complementados, enquanto prerrogativa da imprensa.

 3. O aumento da velocidade de transmissão de informações, incluindo o Twitter, ampliou a competição entre os meios de comunicação pelas notícias em primeira mão, o ‘furo’.

 4. Publicar a notícia em primeira mão? Descer no ranking da velocidade em favor da informação checada e correta? É a decisão editorial que vem guiando esse equilíbrio e deve criar uma hierarquia de credibilidade dos meios de comunicação junto ao público.

 5. Há uma simbiose entre os dois universos. O Twitter está se tornando a principal maneira pela qual as pessoas acessam os meios de comunicação. Em contrapartida, o microblogging se constrói como fonte de ‘breaking news’, bem como da dinâmica e do sentimento social, com potenciais estórias para os meios de comunicação.

Considerando a percepção proposta por Dawson entende-se que o estudo da interação entre jornalismo/Twitter é necessário devido a utilização dessa rede social pelos mass media para ampliação do campo de ação e influência.

Caselli e Pimenta (2015) destacam que a rápida veiculação de fatos, o caráter instantâneo, a facilidade de manutenção, a possibilidade de estabelecer um diálogo com a audiência em tempo real e a chance de medir o impacto de uma notícia são alguns fatores que levaram o jornalismo a aderir o Twitter (2015, p.04).

Para Palacios (2002), a interatividade é a característica do jornalismo praticado em redes digitais com mais potencial de desenvolvimento na web 2.0, considerando que a segunda geração da Internet baseia-se na construção coletiva e no caráter colaborativo.

Pelo Twitter, Paulo Coelho alfineta colegas da ABL após eleição

Deixe um comentário

Coelho em sua posse na Academia Brasileira de Letras, em 2002 Foto: Marizilda Cruppe / Agência O GLOBO

por O Globo

RIO — Imortal da Academia Brasileira de Letras, Paulo Coelho usou a sua conta no Twitter nesta tarde de sexta para se manifestar sobre a última eleição da casa, que ocorreu ontem. A disputa, que definiu Arno Wehling como o novo imortal da cadeira 37, foi apertada. Wehling foi eleito contra o poeta e filósofo Antonio Cicero por 18 votos a 15 para a vaga, que pertencia a Ferreira Gullar, morto em dezembro do ano passado. O Mago, ocupante da cadeira 21 desde 2002, revelou ter votado no candidato derrotado e aproveitou para alfinetar o comportamento dos colegas.

 

A declaração de Coelho fecha uma semana agitada na Academia, que pela primeira vez em muitos anos teve duas eleições seguidas — Wehling para a cadeira 22 na terça-feira e Wehling dois dias depois. As disputas de bastidores também se mostraram acirradas, já que a eleição do historiador dividiu duas espécies de alas não formais que existem na ABL.

Uma é mais ligada aos poetas e romancistas, a chamada “ala literária”, reunida em favor do poeta carioca Antonio Cicero, defendido por Paulo Coelho, e que tentava a vaga pela segunda vez (a primeira, em que disputou com o sociólogo Francisco Weffort, terminou curiosamente empatada, o que é raro acontecer na Academia). A outra é a ala dos historiadores, da qual faz parte mais de uma dezena de imortais, todos integrantes do IHGB, que dessa vez falou mais forte na escolha a favor de Wehling.

Piqué lança pesquisa no Twitter e decide não dar mais entrevistas a emissora de rádio

Deixe um comentário

Zagueiro espanhol foi provocado por veículo de comunicação, que questionou se o defensor forçaria ou não o quinto cartão amarelo para poder enfrentar Sevilla e Real Madrid

Gerard Piqué pegou 'raiva' do feito pela rádio espanhola e revidou em redes sociais (Getty Images)

Zagueiro titular e peça crucial no elenco do Barcelona há algumas temporadas, Gerard Piqué se irritou com um ocorrido nas redes sociais. Antes da partida de sua equipe contra o Valencia, o programa Carrusel Deportivo, da rádio Cadena SER, criou uma enquete em suas mídias perguntando ao público qual seria o minuto em que o defensor forçaria o quinto cartão amarelo.

Isso porque, caso o espanhol recebesse a punição da arbitragem, estaria suspenso para o confronto contra o Granada, e liberado para os duelos frente ao Sevilla e ao Real Madrid, no mês de abril. Dentro de campo, Piqué sequer foi amarelado, e depois do duelo, foi ao seu Twitter para ‘rebater’ a indireta feita pelo veículo de comunicação.

Em seu perfil, o zagueiro catalão criou uma enquete perguntando a seus seguidores se deveria voltar a dar entrevistas a rádio Cadena SER, principalmente com o que foi feito pela empresa. Após o prazo estipulado pelo atleta, o resultado foi de que não deveria mais se comunicar com o veículo, algo que foi reiterado por ele em uma publicação seguinte.

 

//platform.twitter.com/widgets.js

Cauã Reymond surpreende fãs no Twitter com respostas sinceras e divertidas

Deixe um comentário

Cauã Reymond surpreende fãs com suas postagem no Twitter Foto: Leonardo Ferreira – Retratos da / reprodução

Ele dá bom dia como aquela sua tia no grupo de WhatsApp da família. Ele posta fotos de viagens maravilhosas como aquela sua amiga rica. Ele dá conselhos e dicas culturais como aquele seu amigo gente boa. Ele também faz piada igual ao seu primo mais engraçadinho. Só que do outro lado da tela está Cauã Reymond, para surpresa de muitos internautas.

Desde que descobriu o Twitter como forma de comunicação com os fãs, no início deste ano, o galã anda impagável, uma espécie de discípulo do Padre Fábio de Melo e seu já conhecido bom humor nas redes sociais. A sinceridade, às vezes, é tanta que os seguidores desconfiam que não seja o ator escrevendo.

Cauã posta foto com a namorada durante viagem
Cauã posta foto com a namorada durante viagem Foto: reprodução/ twitter

Cauã, com 152 mil seguidores, mostra o que está lendo, indica um filme que viu, mas a melhor parte é mesmo quando interage com os fãs. Até elogio ele retribui. “Seu cabelo é muito hidratado”, disse um seguidor. “Obrigado, o seu também, parece o da Sandy”, respondeu ele, que também não deixa de mostrar um pouco de sua intimidade, como a viagem que fez recentemente com a namorada, Mariana Goldfarb, para a Costa Rica.

Veja os melhores tuítes!

‘Greve Geral’ é o assunto mais comentado do Twitter no mundo nesta quarta

Deixe um comentário

Rio – A quarta-feira de paralisação de várias categorias profissionais no país, em protesto contra a proposta da Reforma da Previdência, começou movimentada também na Internet. A hashtag ‘#GreveGeral’ ocupa a primeira posição dos assuntos mais comentados do mundo inteiro no Twitter, de acordo com o site que mede os chamados ‘trending topics’ (‘tópico em tendência’, em tradução literal).

A expressão lidera desde as 9h da manhã e permanece na liderança pelo menos até as 12h30.

Na maioria das postagens, os usuários da rede social se posicionam a favor da paralisação, lembrando as mudanças desfavoráveis ao trabalhador que a reforma na aposentadoria poderá causar. Políticos de oposição como o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) e o senador Lindberg Farias (PT-RJ) também se manifestaram usando a hashtag criticando o presidente Michel Temer e a gestão do PMDB.

Houve também que fosse contra ao movimento e a Central Única dos Trabalhadores (CUT), uma das organizadoras do protesto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

xxxx

xxx

McDonald’s insulta Trump pelo Twitter

Deixe um comentário

A mensagem, postada na manhã desta quinta-feira por um hacker, viralizou nas redes antes de ser deletada da página

O presidente americano Donald Trump provou de seu próprio veneno nesta quinta-feira (15).  Uma mensagem postada na conta corporativa no Twitter  da rede de fast food McDonald’s chamou Donald Trump de “um pretexto nojento de presidente”. O tuíte desta quinta-feira foi atribuído a um hacker e logo deletado da página.

A mensagem zombava de Trump e pedia a volta de Barack Obama ao cargo: “@realDonaldTrump você é um pretexto nojento de presidente e nós iríamos amar ter o @BarackObama de volta, e também você tem mãos pequenas”.

Tweet do McDonald's

Tweet do McDonald’s (@McDonaldsCorp/Twitter)

A mensagem foi postada na conta corporativa do McDonald’s (@McDonaldsCorp), que é separada da conta principal da empresa (@McDonalds). A conta corporativa é verificada pelo Twitter e tem 152.000 seguidores.

“É de chorar de vergonha!”, diz Joaquim Barbosa sobre votação de impeachment

Deixe um comentário

19/04 às 12h44 – Atualizada em 19/04 às 14h39
Ex-presidente do STF criticou “viés político” da imprensa brasileira

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa se manifestou pelas redes sociais na madrugada desta terça-feira (19) sobre a votação pelo prosseguimento do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff no último domingo (17). Barbosa recomendou entrevistas e reportagens feitas pela imprensa estrangeira sobre o cenário político no país.

“Recomendo o vídeo da excelente entrevista concedida pelo jornalista Glenn Greenwald a Christiane Amanpour, da CNN”, escreveu Barbosa em sua conta no Twitter. “Nesse vídeo você vai ver algo raro na imprensa brasileira hoje: informação objetiva, clara, sem viés político”, completou o ex-presidente do STF.

“Recomendo igualmente a leitura de matéria publicada pela ‘The Economist’ sobre a votação de domingo na Câmara. Na matéria, a revista traz a lista das ‘justificativas de voto’ dos senhores deputados. É de chorar de vergonha! Simplesmente patético! Anotem: ainda teremos outras razões para sentir vergonha de nós mesmos em toda essa história”, complementou Barbosa
Barbosa criticou a falta de objetividade da cobertura política na imprensa nacional

Fonte: http://www.jb.com.br/pais/noticias/2016/04/19/e-de-chorar-de-vergonha-diz-joaquim-barbosa-sobre-votacao-de-impeachment/

Older Entries