IMAGINE DRAGONS NO CEARÁ MUSIC 2019.

imagine-dragons-lollapalooza-brasil-bandeira-1280x720Imagine Dragons é uma banda de rock formada em Las Vegas nos Estados Unidos, consistindo do vocalista Dan Reynolds, do guitarrista Wayne Sermon, do baixista Ben McKee e do baterista Daniel Platzman.[1] A banda primeiro ganhou exposição com o lançamento dos singles “It’s Time”, “Radioactive” e “Demons.”

A banda vem ganhando destaque mundial com suas músicas e que arrastam multidões de fãs. Dan Reynolds, vocalista da banda, levanta bandeiras importantes em tempos de tanta repreensão e intolerância.

Não é a primeira vez que a banda vem para o Brasil mas a primeira vez que Dan Reynolds, Daniel Platzman, Wayne Sermon e Ben Mckeen irão conhecer as terras do nordeste em dois shows, no Ceará Music em Fortaleza e em Recife. Os ingressos dos show venderam rapidamente, acabaram em menos de uma hora, um recorde para a capital cearense.

Recentemente, Imagine Dragons lançou seu álbum Origins com grandes singles como Bad Liar, Birds, Machine, entre outras mas o grande álbum foi Evolve, que trouxe uma coletânea de músicas incríveis e com muita energia, assim como é o show da banda, que é conhecida por levantar todos e fazer um dos melhores show que você pode acompanhar. Conheça um pouco mais do som da banda:


1. O lançamento do último disco mostrou uma certa mudança mas ao mesmo tempo familiaridade com o estilo da banda. No que vocês inspiraram?
Dan Reynolds: a gente gosta de mesclar de tudo um pouco. Posso falar que por exemplo, Birds é minha música favorita da banda, assim como Bad Liar que é bem autoral e pessoal pra mim. São músicas que eu busquei dar o meu melhor musicalmente, a inspiração vem de bandas que a gente gosta e situações cotidianas.

2. O álbum anterior a esse, intitulado “evolve” foi um grande sucesso. Músicas com milhões de views, com milhões de Streaming nas plataformas. Foi uma surpresa ou vocês já esperavam no fim do processo?
Dan Reynolds: a gente sempre pensa num álbum e finaliza ele esperando que vai ser um sucesso. Quando o nosso trabalho se concretiza e a gente vê que deu certo é uma sensação incrível mas Evolve superou nossas expectativas. Tanto quanto o lançamento de “Radiocative” e “Demons” em anos anteriores.

3. Qual a música favorita de cada um de vocês de todos os tempos?
Dan Reynolds: bad liar
Daniel Platzman: Whatever It Takes
Wayne Sermon: Gold
Ben McKee: Radioactive

4. O que vocês estão esperando do público nordestino?
Daniel Platzman: O Brasil sempre nos surpreende quando o assunto é público e acolhida. As expectativas estão altas, esperamos não decepcionar quem for ao show.

5. Tem alguma novidade em relação a lançamento para nos contar?
Wayne Sermon: Por enquanto não (risos). Estamos em um ano meio sabático, aproveitando o quanto podemos nossas famílias, Dan acabou de ter um filho e tá curtindo. Foi bem perceptível a desacelerado que demos em show, não tivemos nenhum turnê em relação a Origins.

dan-reynolds-vocalista-do-imagine-dragons-no-palco-mundo-do-rock-in-rio-1570414424295_v2_1920x1280

6. Foi bem perceptível essa diminuição. Foi planejada?
Dan Reynolds: Foi e não foi. Chegamos e conversamos e achamos melhor darmos um tempo. Mente e corpo, estávamos num ritmo muito acelerado, tava na hora de dar uma pequena pausa nas viagens.

7. Dan, sabemos da sua relação com o Brasil. Seu pai chegou a morar aqui por alguns anos, o que você mais gosta no nosso país?
Dan Reynolds: Ah, eu amo a música. Cresci ouvindo MPB (risos). Meu pai sempre foi apaixonado pelo Brasil e sempre disse coisas muito boas, minha paixão veio daí.

8. Qual melhor show da carreira de vocês?
Dan Reynolds: Brasil, definitivamente.
Wayne Sermon: Primeiro show no Brasil (Lollapalooza)
Daniel Platzman: Brasil (risos)
Ben McKee: Brasil (risos)

9. Nosso público é incrível mesmo, modéstia parte. Qual a diferença de energia?
Dan Reynolds: Não sabemos, os brasileiros tem uma coisa que é diferente. A paixão deles pelos artista é perceptível, é muito amor, é palpável.

10. Qual mensagem vocês querem deixar para os fãs?
A gente tá ansioso para o show no nordeste, conhecer esse novo público dentro de um país tão grande. Vidas importam, espero vocês no show. Love u, guys! 

Nossa equipe deseja um show incrivel para todos os fãs da banda. Até logo!

IMAGINE DRAGONS

*MATÉRIA FICTÍCIA PARA TRABALHO DA FACULDADES CEARENSES.  

Shamam confirma presença em nova edição do Ceará Music – – Edna Nogueira

***ESSE TEXTO É APENAS UM EXERCÍCIO E APRESENTA UMA NOTÍCIA FICTÍCIA***

O Ceará Music está de volta ao calendário musical de Fortaleza. O evento voltará com uma nova cara, com vários estilos musicais. A data do retorno ainda não foi definida, mas há indícios que seja no primeiro semestre de 2020. O Marina Park Hotel, pela conexão com o festival, continuará como sede do evento.

Retorno triunfal de um dos maiores evento da capital do sol, orgulhosamente confirma o show de reunião da banda SHAMAN com sua nova formação. A banda dará sequência às atividades após o falecimento do vocalista Andre Matos, em junho deste ano, aos 47 anos. Na ocasião, o grupo estava no meio de sua turnê de reunião, iniciada em 2018.

shaman alírio netto
Shaman voltará aos palcos com o novo vocalista, Alírio Netto, no Ceará Music, em Fortaleza.

Shaman é uma banda brasileira de power metal progressivo formada em 2000 pelos ex-membros do Angra: Andre Matos, Luis Mariutti e Ricardo Confessori. Tempo depois, o guitarrista Hugo Mariutti, irmão de Luis, se uniu ao grupo e completou a formação que durou até 2006.

A banda retornou novamente em 2018 para uma turnê com sua formação original, que foi interrompida em 08 de junho de 2019, por conta da morte inesperada do vocalista Andre Matos.

Em setembro de 2019, Hugo Mariutti, em uma rede social, revela que o novo vocalista da banda será Alírio Netto.

Álbuns lançados do Shamam são: Ritual e Reason

Shamanritual
Ritual é o primeiro álbum da banda de power metal brasileira Shaman
Shamanreason
Reason é o primeiro álbum da banda de power metal brasileira Shaman

 

Sugestão de perguntas:

Qual é a sensação de estar novamente no Ceará, sabendo que os fãs estão criando expectativas com o novo integrante da banda?

Existe alguma previsão para o lançamento do terceiro CD da banda?

A playlist serão os dois primeiros CDS, que serão tocado na íntegra. Qual a sensação de ouvir seus fãs cantando todas as músicas?

Estão prontos para retornar aos palcos, depois da morte do André Matos e quais as expectativas da banda para o futuro?

Finalmente, o que os fãs podem esperar dessa nova formação do Shaman?

Teremos alguma surpresa durante o show?

No Brasil, tivemos o André Matos como o precursor do estilo de vocal que posteriormente foi copiado e que serviu como inspiração para diversos outros vocalistas. Como você está lidando com essa “pressão”?

Que mensagem deixam para os fãs em relação ao Ceará Music?

Entrevista – Kid Abelha: três décadas de sucessos

Quem nunca no suspense do seu quarto cantou o refrão “Fazer amor de madrugada…”? Ou “Tira essa bermuda que eu quero você sério”. Não é preciso ter nascido na época das ombreiras para já ter escutado músicas como “Fixação”, “Pintura Intima” ou “Como eu quero”.

Sendo considerada pela imprensa e pelos colegas, uma verdadeira fabrica de hits, o Kid Abelha já inscreveu grandes canções na história do pop-rock nacional.

Com 30 anos carreira, a banda que surgiu nos anos 80 com o nome “Kid Abelha e os Abóboras Selvagens”, possui treze álbuns de estúdios, três ao vivo e dois DVDs ao vivo. Á frente da banda hoje estão Paula Toller (vocal), George Israel (sax, violão e vocais) e Bruno Fortunato (guitarra e violão).

Em 1985 o grupo participou do primeiro Rock in Rio e a partir dai uma enxurrada de sucessos garantiu uma solida carreira. No ano de 1996, o trio passou por uma renovação de publico, consolidado pelo hit “Na rua, na chuva, na fazenda”. O trio lançou em 2005 o CD: “Pega Vida” só com músicas inéditas. Ano passado laçou um turnê, CD e DVD comemorativos aos 30 anos de Carreira, gravado pelo MultiShow.

Consagrados e consolidados na música pop brasileira, o grupo receberá uma homenagem da Secretaria de Cultura do Governo do Estado, além de ser uma das atrações Ceará Music 2013, em julho. Iremos entrevista-los no hotel Marina Park. Aborde sobre o novo álbum, os trinta anos de carreira, os grandes hits, a relação com o publico, sobre a turnê e a volta ao Ceara Music. Caso surja novos assuntos durante a entrevista, fique a vontade para conversar sobre. Abaixo colocamos algumas sugestões de pergunta.

1-      Após 3 anos sem participar do Ceara Music, o grupo qual prepara alguma novidade este ano?

2-      Vocês gravaram um CD e DVD comemorativos aos 30 anos da banda. O que esse albúm representa para vocês?

3-      Durante essas três décadas a banda já passou por várias situações e mudanças. Qual foi o momento mais inesquecível?

4-      Dentre tantos sucessos, sendo o Kid Abelha considerado “fabrica de hits”, como foi feita a seleção para albúm comemorativo?

5-      Completando 30 anos de carreira, as músicas não caem de gosto e passam de geração em geração. Qual é o segredo da banda para se manter sempre em evidencia?

6-      Nessas três décadas de sucesso o que mudou no público da banda?

7-      Muitas bandas da mesma geração de vocês e que continua atuando, quase não lançam novas canções. Pela trajetória do Kid Abelha, ainda se tem folego para novas composições?

8-      Vocês estiveram no primeiro Ceara Music, assim como estiveram no primeiro Rock in Rio. Qual a importância de fazer parte da historia de grandes festivais como estes?

9-      O grupo deu uma parada e só voltou em 2010. Em algum momento pensaram em acabar com o grupo definitivamente?

10-   O Governo do Estado está homenageando a banda pela contribuição à música brasileira, além do apoio escolas incentivam a educação musical. Em que momento o Kid Abelha passou a se envolver com projetor sociais?

11- Com a experiencia de vocês, como vocês vêem essa nova geração do rock nacional?

Pega vida: cd só de inéditas
Pega vida: cd só de inéditas
Trio durante a do DVD dos 30 anos de carreira
Trio comemoração sucesso dos 30 anos de carreira
Banda em sua formação original no início dos anos 80
Banda em sua formação original no início dos anos 80
Banda ainda na época em que Leoni era integrante.
Banda ainda na época em que Leoni era integrante.
Paula Toller em sua posição tradicional, pernas abertas
Paula Toller em sua posição tradicional, pernas abertas