Início

Diego Borges ministra palestra sobre webjornalismo na Fac

Deixe um comentário

Webjornalista debate sobre temas atuais da comunicação

Webjornalista debate sobre temas atuais da comunicação

Na quarta-feira (7) o jornalista e editor de capa do portal do Diário do Nordeste, Diego Borges, esteve presente na Auditório Nilton Lins, no compus II da Faculdade Cearense, para debater sobre os desafios do webjornalismo.

Os alunos do curso de jornalismo tiveram a oportunidade de assistir a palestra, onde o tema principal era a situação dos portais e sobre as mídias digitais. Abordando os problemas da a pratica do webjornalismo e convergência de mídias, o jornalista utilizou de suas experiências para compor a conversa, além de colocar pontos importante para o comunicador.

De acordo com Diego, o comunicador precisa ficar sempre atento e apto para exercer diversas funções, atuando nos mais diversificados campos do jornalismo. Para ele o futuro do jornalismo esta atrelado as novas tecnologias. “Não dá mais para pensar que você vai se formar e só quer trabalhar no impresso, exercendo somente uma função”, ressalta.

Para ele cada vez mais o mercado exigi do profissional. Além de escrever, o jornalista precisa saber gravar vídeos, fotografar, trabalhar com programas de edição, ter contato com redes sociais, além de sempre se manter bem informado.

Mesmo colocando a convergência em destaque, o editor também ressaltou que o jornalista precisa ir a campo e fazer uma boa apuração. “O profissional precisa ter a responsabilidade de sondar a veracidade da informação”. De acordo com Diego isso mantém a credibilidade e compromisso com a sociedade, mostrando sua capacidade.

Capacitação, que segundo Diego, deve ser construída durante a faculdade e que muitas vezes não é bem aproveitada. Atividades de fundamental importância não são realizadas, como a falta de uma pesquisa aprofundada e escrita, o que implica no tipo de profissional que esse jornalista irá se tornar.

Anúncios

Jornalistas da web: os desafios desta nova profissão

Deixe um comentário

A Faculdade Cearense recebeu na noite de ontem, 08, no auditório do campus II, o editor do Portal Online do Diário do Nordeste, Diego Borges que falou sobre os desafios do jornalismo online.

Na ocasião, Borges enfatizou em sua apresentação, itens primordiais dentro do universo do jornalismo online, como por exemplo, a convergência, a objetividade no texto, apuração jornalística, estar bem informado, rua, tecnologia, experiência, relação com outras mídias e por fim, jornalismo colaborativo.

O profissional disse que a convergência dentro do jornalismo online é no sentido de que a internet é uma única plataforma para a realização e inserção de diversos trabalhos, práticas que até pouco tempo não se via no campo da comunicação. Hoje, por exemplo, é possível notarmos a presença de galerias, rádio, tv web e até a versão impressa para a versão online, tudo isso em um site.

Diego ressaltou que o texto jornalístico deve ser escrito de forma clara e objetiva, já que ele está sendo feito para o leitor e falou também da importância da leitura. “Ler e reler, para não errar”, disse. No quesito apuração jornalística, Diego explica que diferente do jornalismo impresso, o online tem um desafio maior, que é a de ouvir os dois lados (não que o impresso não ouça), que muitas vezes por ser uma mídia instantânea a notícia quente deve sair quase que em tempo real.

Diego Borges Editor do Portal Diário do Nordeste

Diego Borges Editor do Portal Diário do Nordeste

O estudante de jornalismo Wescley Gomes, quando se trata da apuração ,muitas vezes a matéria fica a desejando ou então quando apresenta incoerência e erros de apuração. “A velocidade em que se produz um texto para ser o primeiro a divulgar e dar o furo na notícia pode comprometer conteúdo, quando não apurada e verificada da maneira como deve ser”, disse o estudante algo indagar sobre as desvantagens do jornalismo elaborado via web.

Para Lígia Xavier há uma razão simples para que isso aconteça: “isso se justifica pelo fato da concorrência entre os portais, quem será o primeiro a informar, ou seja, quanto mais rápido for informado à notícia, maior credibilidade e fidelidade dos internautas o meio irá ter”, disse a estudante que cursa o 6º semestre de jornalismo na Faculdade Cearense.

Qualificação do profissional

Quanto as aptidões ao novo profissional, Diego ressalta a importância de o jornalista estar bem informado, e não se prender somente na pauta específica, para o profissional não ser pego de surpresa quando a fonte, por exemplo, tratar de questões que rodeia o assunto principal. Ele lembra também que o jornalista não é só internet, o “repórter se faz na rua”, porque uma vez que ele conta com todo o suporte tecnológico, o profissional deve “se virar” para ainda escrever seu material jornalístico. “Tudo e ao mesmo tempo, agora!”, disse ele.

Por fim, Diego Borges falou da experiência que o comunicólogo deve ter em todos os campos, seja em manusear uma filmadora, escrever bem, saber enquadrar e compor uma imagem e enfatiza a questão do jornalismo colaborativo em que os internautas não se tornam apenas um receptor, ele é também produtor de conteúdo jornalístico ajudando na construção de um portal interativo e participativo.

Diego Borges fala sobre Jornalismo Online na Fac

Deixe um comentário

DSC01658

Diego Borges, editor do portal online do Diário do Nordeste, dá dicas aos alunos de jornalismo online.

Através da iniciativa do docente Gevan Oliveira, professor da disciplina jornalismo online e com apoio da Fac, Faculdades Cearenses. Recebemos nessa última quarta (09) o palestrante Diego Borges, Editor do Jornalismo Online do Diário do Nordeste.

Durante a palestra, o convidado tirou dúvidas dos alunos e explanou sobre os desafios e as grandes mudanças que a tecnologia trouxe para a nova forma de se trabalhar o jornalismo.

O convidado exaltou a importância das informações que estão na rede hoje ‘O conteúdo online de um veículo de comunicação, sejam eles portais de informações ou as mídias sociais, tem cerca de 70% mais acessos pela população do que os meios tradicionais’, revela Diego.

Dentre os diversos tópicos abordados, ele destaca alguns pontos cruciais para o jornalista que deseja entrar nessa área de atuação. Erros de português, Falta de apuração jornalística e Desinformação das pautas são obstáculos que devem ser vencidos pelos novos profissionais, mesmo sabendo que a vida do jornalismo online é notoriamente uma corrida contra o tempo.

Outro ponto que deve ser levado em consideração, segundo o convidado, é a relevância da pluralidade do jornalista da web, que segundo ele ‘Hoje o profissional tem que sabe operar com as novas tecnologias, ele fotografa, ele faz vídeos, ele planeja as tags. Enfim ele não pode só ficar na redação caçando informações via internet’, ressalta o Editor.

Após a conversa com os alunos de jornalismo da Fac, ficou evidenciado que existe uma integração do jornalismo tradicional e a sua nova forma de extensão com o jornalismo online.