Inicial

Encontro de peso: Zé Ramalho e Sepultura tocam juntos no Rock In Rio

Deixe um comentário

FOTO2-319128-2013-09-23-09-27

Zé Ramalho e Sepultura tocam juntos

No último dia de Rock in Rio, a plateia que lotava o palco Sunset já aguardava ansiosa pelo encontro que se daria entre os metaleiros do Sepultura e de Zé Ramalho, apelidado pelo público de “Zépultura”. No final das contas, quem esteve lá pôde presenciar um show que, certamente, já entrou para história do festival.

Sepultura iniciou o show com um repertório veloz e pesado, misturando canções que nunca haviam tocado antes como  “The Hunt”, do disco “Chaos A.D”, e uma versão para “Da Lama ao Caos“, de Chico Science, que segundo o vocalista, Andreas Kisser, estará no próximo disco da banda. A opção de mostrar músicas que raramente são vistas em seu repertório foi para comemorar os 30 anos de carreira da banda.

Já na metade do show, Kisser convidada Zé Ramalho ao palco. “É uma grande honra, um grande privilégio dividir o palco com essa lenda, esse monstro da música brasileira”, elogiou o vocalista do Sepultura. E Zé retribui. “Prazer imenso estar dividindo o placo com uma banda poderosa como o Sepultura, nessa noite linda do metal”, disse.

A primeira canção entoada fora “A Dança das Borboletas”, primeira parceria de ambos os artista, gravado para a trilha sonora do filme “Lisbela e o Prisioneiro“, o que já explica o porquê do tão aguardado encontro. Zé Ramalho ainda ousou e cantou “Ratamahata”, do Sepultura e “Em Busca do Ouro”, do álbum solo de Kisser. No entanto, o suprassumo do espetáculo foi uma versão cheia de metal feita para “Admirável Gado Novo”, deixando a plateia eufórica, formando até “roda punk”.

Ao final do show, ficou a certeza que a parceria foi certeira. Agora o que permanece é a dúvida (e a esperança) que em um futuro próximo saía um disco desse encontro, pois nome já tem: Zépultura.

Fontes: Folha, Uol e G1

Anúncios

Rock In Rio vira palco de encontros, Zé Ramalho e Sepultura

Deixe um comentário

Um encontro inusitado aconteceu no Rock in Rio, na noite na noite de domingo(19/09), o metal pesado do grupo Sepultura e voz marcante de Zé Ramalho levaram o público ao delírio.

A plateia aguardava irrequieta, não só pela presença dos rockeiros. O clamor ecoava na frente do palco Sunset, chamando pelo nome do cantor paraibano: Zé Ramalho. O primo da cantora Elba Ramalho é conhecido por incorporar em suas músicas elementos místicos, com seu visual preto, underground com pegada de seriedade, conceitual, que lembra o estilo dos roqueiros.

A banda Sepultura subiu primeiro no palco, cantando seus maiores sucessos. “Innerself” e “Propaganda”, levou o público ao delírio, a banda incluiu músicas inéditas, “The Hunte” e a versão de “Da lama ao Caos”, de Chico Science. Segundo Andreias Kisser, vocal da banda, essa música estará no próximo álbum da banda.

Foto por Ariel Martini / I Hate Flash

Lá pela metade do show Zé Ramalho foi chamado ao palco, “É uma grande honra e um grande privilégio dividir o palco com essa lenda, esse mostro da musica brasileira”, disse o cantor Kisser, sob aplausos calorosos. O cantor de Avôhai, visivelmente emocionado tratou de devolver logo a gentileza, “Prazer imenso estar dividindo o palco com uma banda poderosa como o Sepultura, nessa noite linda do metal!”.

A banda acompanhou o cantor que cantou alguns de seus grandes sucessos como “A dança das borboletas” música que fez parte da trilha sonora do filme Lisbela e o Prisioneiro, além de “A busca do Ouro”, deixando para o final a versão de “Admirável Gado Novo” cantada em coro pela plateia.

Older Entries